segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Inscrições para o Prêmio Imprensa de Educação vão até 31/03/2011

O Comitê Consultivo de Educação (Comitê de Educação) - integrado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Associação Brasileira das Companhias Abertas (ABRASCA), Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e mercadorias (ANCOR), Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (APIMEC Nacional), Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBOVESPA), Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (IBRI) e Instituto Nacional de Investidores (INI) – alterou os prazos da quinta edição do Prêmio Imprensa de Educação ao Investidor. O prazo de publicação de reportagens elegíveis foi ampliado para o período compreendido entre 1º de dezembro de 2009 a 31 de dezembro de 2010, e o prazo das inscrições foi prorrogado até 31 de março de 2011.

A íntegra do regulamento e outras orientações sobre o 5º Prêmio Imprensa de educação ao investidor estão disponíveis na página do Comitê Consultivo de Educação, no site da CVM: www.comitedeeducacao.cvm.gov.br. No mesmo local, podem ser obtidas informações sobre outras iniciativas do Comitê.

Mais informações:
Link:
http://bit.ly/fZ7vIc


Mais informações:
digitalcomunicacao@gmail.com

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Digital: Entidades-membro do Comitê de Pronunciamentos Contábeis criam Fundação

As entidades-membro do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (1) criaram a FACPC (Fundação de Apoio ao Comitê de Pronunciamentos Contábeis) em solenidade que contou com a presença dos seus presidentes, membros do CPC, representantes de entidades e do Dr. Airton Grazzioli, Promotor de Justiça e Curador de Fundações.

A FACPC nasce para viabilizar de maneira sustentável as atividades do CPC, que tem funcionado com um corpo de voluntários e com o apoio operacional do CFC (Conselho Federal de Contabilidade). Atividades já em andamento, que serão intensificadas, como, por exemplo, a participação nas audiências sobre novas normas do IASB (International Accounting Standards Board) e a participação de membros do CPC em fóruns internacionais, além de novas atividades como a maior divulgação do processo de convergência por todo o Brasil.

A Fundação tem um Conselho Curador, que é o órgão máximo de deliberação e orientação, formado pelos presidentes das seis entidades-membro. Para a presidência deste conselho foi eleito o Prof. Iran Siqueira Lima e para a vice-presidência o Sr. Juarez Domingues Carneiro. O Conselho Curador elegeu diretoria conforme a seguir: Presidente – Edison Arisa Pereira; Diretor Financeiro – Nelson Mitimasa Jinzenji e Diretor Administrativo – Haroldo Reginaldo Levy Neto. Além disso, serão convidados representantes de reguladores, entidades e outras pessoas jurídicas para compor o Conselho de Vogais que é o órgão de aconselhamento e que elegerá um Conselho Fiscal, composto de três membros titulares e três suplentes.

CPC: operacoes@cpc.org.br
(1) Membros do CPC: Abrasca (Associação Brasileira das Companhias Abertas); Apimec Nacional (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais); BM&FBOVESPA S/A - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros; CFC (Conselho Federal de Contabilidade); Ibracon (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil) e FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras).

Mais informações:

digitalcomunicacao@gmail.com

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Digital assessora SIMEFRE na divulgação do balanço anual





A Digital Assessoria foi a responsável pelo Relacionamento com a Imprensa na divulgação de balanços setoriais do SIMEFRE (Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários).
O encontro ocorreu no dia 1º de dezembro de 2010, na FIESP, em São Paulo (SP).


Programa

08h00 horas - Abertura do Encontro Anual, presidente do SIMEFRE, José Antonio Fernandes Martins.

08h15 horas – Balanço dos nossos setores industriais e perspectivas para 2011:

a) Carroçarias de Ônibus: José Antônio Fernandes Martins, presidente do SIMEFRE/FABUS
b) Implementos Rodoviários: Cesar Pissetti, vice-presidente do SIMEFRE
c) Veículos de Duas Rodas
- Bicicletas: Eduardo Musa, vice-presidente do SIMEFRE
- Motocicletas: Paulo Shuiti Takeuchi, vice-presidente do SIMEFRE
- Peças e suas partes: Auro Levorin, vice-presidente do SIMEFRE
d) Metroferroviário
- Cargas e Passageiros: Luiz Fernando Ferrari, vice-presidente do SIMEFRE
e) Relações Trabalhistas: Antonio Lúcio Molognoni, diretor do SIMEFRE


09h30 horas - Palestra do economista Antonio Lanzana, abordando o tema: “A economia brasileira no novo governo”

10h30 horas - Apresentação do astronauta Marcos Cesar Pontes, sobre a importância de sua missão aeroespacial para o Brasil.

11h15 horas - Palestra do Ministro das Cidades, Márcio Fortes de Almeida, sobre: “O transporte público e mobilidade nas cidades brasileiras para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016”.

12h15 horas - Palestra do Ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, sobre: “Programas de obras de ampliação e melhoria das ferrovias e rodovias do País”.

13h00 horas - Encerramento.

13h15 horas - Almoço de confraternização no Salão Promocional da Fiesp, no 16° andar.

Após o almoço, o astronauta Marcos César Pontes fará o lançamento do livro: “É Possível! Como Transformar Seus Sonhos em Realidade.”
Fotos: Leila Anderson

Pauta: Reunião Anual do SIMEFRE
Data: 1º de dezembro de 2010 (quarta-feira)
Horário: das 08h00 às 13h15
Local: Sede da Entidade
Endereço: Av. Paulista 1313 - 4º andar – São Paulo (SP)

Mais informações: digitalcomunicacao@gmail.com

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Digital é a Assessoria de Comunicação da Conferência do Ano Internacional da Biodiversidade







A Digital é a Assessoria de Comunicação da Conferência do Ano Internacional da Biodiversidade. A solenidade ocorreu, na Hebraica, em São Paulo, em 23 de novembro de 2010.

O evento realizado pelo Instituto Humanitare que tem a missão de aproximar a sociedade civil das Nações Unidas (ONU) é voltado a convidados, autoridades, empresário, executivos, Imprensa e acadêmicos. Foi autorizado pela CDB (Convenção da Diversidade Biológica), organismo do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), responsável pela coordenação mundial das atividades do Ano da Biodiversidade e tem a cooperação do HSBC e da VALE.

2010 foi eleito o Ano Internacional da Biodiversidade pela Assembleia Geral das Nações Unidas. No Brasil, o Instituto Humanitare programou ações de conscientização, educação, reconhecimento e incentivo à preservação da diversidade biológica.

A Conferência no Brasil conta com palestrantes como Dr. Thomas Lovejoy, especialista em biodiversidade do Banco Mundial; Dr. Jonas Rabinovitch, conselheiro sênior da ONU; Maxwell Gomera, Diretor-adjunto do Centro de Monitoramento da Conservação Mundial do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente); Dr. John Malin , “Chair” Mundial do Ano Internacional da Química (em 2011), Cecília Martinez, Diretora Regional da ONU-HABITAT (Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos) para América Latina e Caribe, entre outros. O patrono da Conferência é o Professor Emérito da USP (Universidade de São Paulo), Dr. Paulo Nogueira-Neto.

Além das palestras, ocorrerão mesas redondas e o evento poderá ser acompanhado pela internet em tempo real. Nesta mesma data estão agendados: o pré-lançamento do livro “Uma Trajetória Ambientalista – Diário de Paulo Nogueira-Neto” e o lançamento da Cátedra da ONU-HABITAT “Cidades Inovadoras e Sustentáveis”.

O programa do Ano Internacional da Biodiversidade no Brasil possui o apoio institucional também do governo brasileiro, do UNIC – Centro de Informações das Nações Unidas, Secretariado Geral da ONU, do PNUMA e da ONU-HABITAT.

O evento tem papel estratégico, pois fecha as discussões das conferências que ocorreram no mundo em 2010 e traz o olhar sobre sustentabilidade de empresas como Bosch, HSBC, Siemens, VALE, de entidades como o IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores), de consultorias como a McKinsey e do setor acadêmico (Universidade de São Paulo).

A conferência contará com palestra do Prof. Dr. John Malin, presidente do Comitê Gestor Mundial da ONU, que fará o pré- lançamento do Programa das Nações Unidas para 2011 – Ano Internacional da Química; a Sra. Sheila Pimentel, presidente do Instituto Humanitare apresentará a programação prevista para acontecer no Brasil em 2011 para o Ano Internacional das Florestas e Ano Internacional da Química e, ainda, incentiva a coalizão da sociedade civil em direção a Rio+20 (que ocorrerá no Rio de Janeiro em 2012).


Agenda - O Instituto Humanitare – aproximando a sociedade civil às Nações Unidas – realiza, em São Paulo, as seguintes atividades alusivas ao Ano Internacional da Biodiversidade (2010).
Dia 23/11/2010 – das 08:00 às 20 horas - Conferência Internacional alusiva ao Ano Internacional da Biodiversidade. Alerta à Vida: a sobrevivência humana depende da Biodiversidade.
Local: O evento ocorrerá na Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo – Rua Hungria, 1.000 - São Paulo (SP), Sala Marc Chagall.

Dias 22/11/2010 a 25/11/2010 – Agenda Corporativa com comitiva de especialistas mundiais da conferência em visitas a representativas empresas e entidades brasileiras.


Sobre a Cátedra Cidades Inovadoras e Sustentáveis:
A Cátedra pretende formar multiplicadores e gestores especializados na implantação de políticas públicas e de interesses privados para serem tentáculos para a implantação dos programas da ONU-HABITAT, incentivando o empreendedorismo dedicado às questões de cidades - Direito a cidades melhores, mais saudáveis e sustentáveis” para países de língua portuguesa e países da relação sul-sul.; fornecendo conhecimentos, melhores práticas e ferramentas; promovendo conscientização e educação e reconhecendo e incentivado modelos de referência.

A implantação do projeto terá cinco fases, que se iniciam no começo de 2011 e terminam no fim de 2012: Fase I – Estudo de Viabilidade, Fase II – Implantação de um Programa Piloto, Fase III – Planejamento 2012-2013, Fase IV- Implantação e Divulgação, Fase V- Avaliação de Resultados e Planejamento Futuro (2013-2015).

Cooperação: Academias, Empresas signatárias de cooperação com a ONU-HABITAT, outras relacionadas com o Instituto Humanitare e designadas aos interesses do programa, organismos públicos federais, estaduais e municipais, entidades do terceiro setor especialmente as ligadas diretamente ao assunto.

Sobre o Instituto Humanitare:
O Instituto Humanitare promove a aproximação entre a sociedade civil e as Nações Unidas para incentivar o desenvolvimento sustentável, a implantação de boas práticas, a formação de modelos multiplicadores e de lideranças globalmente responsáveis de forma a impactar positivamente na governança e políticas públicas que beneficiem o Brasil, os países de língua portuguesa e os países da relação sul-sul.
Seguindo a agenda do Secretariado Geral da ONU, conecta diversos atores aos organismos do sistema no Brasil e no exterior, o Instituto traz as propostas dos programas e projetos, aplicando-os de modo a incluir empresas, academia, terceiro setor, mídia e toda a sociedade nessas atividades, buscando o entendimento das culturas integradas à diplomacia empresarial e a diplomacia social como alicerces para o desenvolvimento pautado na retidão e nos princípios éticos.

O Instituto Humanitare consolida-se com esse compromisso pelo bem da humanidade e do Planeta em pleno sinergismo com os princípios e propósitos da Carta das Nações Unidas e da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Serviço
http://www.humanitare.org/biodiversidade
Conferência do Ano Internacional da Biodiversidade – Instituto Humanitare
Data e horário: 23 de novembro de 2010 - 08:00 às 20 horas
Local: Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo
Rua Hungria, 1.000 - São Paulo (SP).

Fotos: Leila Anderson


Transmissão on line da Conferência pelo site

www.humanitare.org/biodiversidade


Instituto Humanitare – Inspired by nature to succeed. Innovation with sustainability.
The Humanitare Experience is an individual commitment with the planet for a more decent and fair world!
Endereço: Av. Paulista 726 - 17º andar - São Paulo - SP.
www.humanitare.org (em breve no ar)

CREDENCIAMENTO DE IMPRENSA
Assessoria de Comunicação e Relacionamento com a Imprensa do Instituto Humanitare
http://www.humanitare.org/biodiversidade
Digital Assessoria-Comunicação Integrada
http://twitter.com/digitalcomunica
Twitter: @Humanitare
Facebook: Instituto Humanitare
Mais informações
digitalcomunicacao@gmail.com

sábado, 6 de novembro de 2010

IBRI realiza Workshop IR Magazine Awards – As Melhores Práticas em 18/11/2010

O IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores), a Revista RI e a IR Magazine realizam a 6ª edição do Workshop IR Magazine Awards - As Melhores Práticas de RI, no dia 18 de novembro de 2010, das 13h30 às 17h30, no Caesar Business Paulista (Avenida Paulista, 2.181 - São Paulo - SP).

O evento contará com a participação de representante da FGV (Fundação Getúlio Vargas), entidade responsável pela pesquisa que resulta na premiação IR Magazine Awards. Apresentará também as empresas premiadas e os analistas de mercado que debaterão suas ações e demandas que resultaram nas premiações. O Workshop IR Magazine Awards conta com o patrocínio do Chorus Call, Gol, Itaú Unibanco, Minerva, BR Petrobras e VALE.

Acompanhe a Programação do Evento:

13h30 - Credenciamento

14 horas - Abertura

Dóris Wilhelm, Vice-Presidente do Conselho de Administração do IBRI

Ronnie Nogueira, Editor da Revista RI

14h05 - Histórico do Prêmio

Vídeo Institucional do IR Magazine Awards - Ian Richman, Publisher - IR Magazine

14h10 - Metodologia do Estudo de Percepção e da Premiação no Brasil

Viviane Bettencourt, Especialista em Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas

Debates

14h30 - Mesa Redonda I – Moderação: Dóris Wilhelm, Vice-presidente do Conselho de Administração do IBRI

Excelência no Reporting de Informações – VALE, vencedora nas categorias Melhor Conference Call, Melhor Relatório Anual, Melhor Website (“Large Cap”) – Roberto Castello Branco, Diretor de Relações com Investidores da VALE.

Evolução em RI – Drogasil, vencedora da categoria Maior Evolução em RI (“Small Cap”) – Roberto Listik, Gerente de RI da Drogasil

O Contato com Investidores Individuais – Petrobras, vencedora da categoria Melhor RI para Investidores Individuais – Paulo Campos, Gerente de RI da Petrobras

Reunião Pública – Minerva, vencedora da categoria Melhor Encontro com a Comunidade de Analistas (“Small Cap”) – Ricardo Bonzo, Diretor de RI da Minerva

- Debatedores

* Analista Sell Side

* Analista Buy Side

- Sessão de Perguntas e Respostas

16 horas - Coffee Break



16h30 - Mesa Redonda II – Moderação: Dóris Wilhelm, Vice-Presidente do Conselho de Administração do IBRI. Evolução em RI – Gol, vencedora na categoria Maior evolução em RI (“Large Capital”) – Rodrigo de Macedo Alves, Diretor de Mercado de Capitais da Gol

Grand Prix Small Cap – Odontoprev, vencedor do Melhor Programa de RI – José Roberto Pacheco, Diretor de RI da Odontoprev

Grand Prix Large Cap – Itaú Unibanco, vencedor do Melhor Programa de RI – Geraldo Soares, Superintendente de RI do Itaú Unibanco.

Debatedores

* Analista Sell Side

* Analista Buy Side

- Sessão de Perguntas e Respostas

17h30 - Comentários Finais e Encerramento



Serviço: Workshop IR Magazine Awards

Dia: 18 de novembro de 2010

Horário: Das 13h30 às 17h30

Local: Caesar Business Paulista (Avenida Paulista, 2.181 - São Paulo - SP)



Mais informações:
digitalcomunicacao@gmail.com

terça-feira, 19 de outubro de 2010

TMA promove Congresso para discutir recuperação de empresas

A TMA Brasil (Turnaround Management Association do Brasil) promoverá, entre os dias 29 e 30 de novembro de 2010, o II Congresso TMA de Reestruturação e Recuperação de Empresas. O evento será realizado no Amcham Business Center, na cidade de São Paulo, e reunirá dentre os participantes: administradores, gestores, investidores, financiadores, advogados, consultores, contabilistas, assessores, magistrados, administradores judiciais, professores e profissionais engajados na geração de valor nos processos de reestruturação, recuperação ou liquidação de empresas.
O Congresso pretende sensibilizar a sociedade sobre os desafios e oportunidades relacionados ao turnaround management. Para isso, serão abordados temas que giram em torno das melhores práticas de reestruturação e recuperação de empresas, como a preparação de executivos para gerir a recuperação de empresas, a percepção dos riscos em ciclos de crescimento, o trabalho do administrador judicial, a posição e estratégia dos credores no processo de recuperação e, ainda, apresentará a fusão e aquisição como solução e causa de recuperação, além de casos exemplares de gestão da reestruturação de empresas no Brasil.
Durante o Congresso será entregue o Prêmio TMA-PwC de Recuperação de Empresas, que desmistifica o processo e reconhece o esforço de empresas que se recuperaram. O Prêmio objetiva estimular a troca de experiências, apresentação e reconhecimento dos melhores casos e melhores práticas para resgatar empresas que precisam recuperar performance.
As inscrições no II Congresso TMA de Reestruturação e Recuperação de Empresas já estão abertas e poderão ser feitas até o dia 29 de novembro de 2010. Até 14 de novembro, taxa de inscrição com 20% de desconto. Taxa promocional também para grupos. Inscrições e mais informações no site http://www.tmabrasil.org ou pelo telefone (11) 3107-3101 (Sarita).

Sobre TMA:
A TMA Brasil é representante brasileira da Turnaround Management Association, uma associação presente em 20 países e que reúne profissionais envolvidos com recuperação da performance e do valor em empresas e organizações em geral. Por sua utilidade social, a TMA Brasil obteve a qualificação de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) em maio de 2010.
Os profissionais envolvidos trabalham sob o Código de Ética da TMA e dedicam parte de seu tempo para ajudar a desenvolver o tema da gestão da reestruturação e recuperação de empresas, passando por momentos de desafio operacional ou em crise financeira, promovendo as melhores práticas por meio de seminários e publicações, capacitando profissionais envolvidos com o turnaround management e contribuindo para a evolução do tema nos seus aspectos de gestão, financeiros e legislativos.

SERVIÇO:
II Congresso TMA de Reestruturação de Empresas – O papel da Recuperação de Empresas no Crescimento Econômico.
Data: 29 e 30 de novembro de 2010
Local: Amcham Business Center
Rua da Paz, 1.431 - Chácara Santo Antônio – São Paulo - SP.
Informações pelo telefone: (11) 3171-3101

Palestrantes confirmados: Eduardo Lemos (Sócio da Perform Management & Consulting), Lisa Poulin (Presidente Executiva da TMA EUA), Thomas Felsberg (Sócio do Felsberg, Pedretti, Mannrich e Aidar - Advogados e Consultores Legais), Marcia Yagui (Senior Manager, PwC), Maurizio Mauro (Presidente do Visiting Committee INSPER), Antonio Dal Fabbro (Coordenador do Programa de Educação Continuada da FGV-Fundação Getúlio Vargas), Mario Marrey (Sócio da Marcondes), Marcelo Lacerda (Presidente da Lanxess), Roberto Rodrigues (Empresário, ex-Ministro da Agricultura), Paulo Evangelista (Psicólogo, Mestre em Filosofia, Professor UNIP e PUC), Domingos Refinetti (sócio Machado Meyer Sendacz e Opice Advogados), Luis Vasco (sócio da Deloitte), Caio Marcelo Mendes de Oliveira (Juiz da 2ª Vara de Falências e Recuperação São Paulo), Boris Kauffmann (Desembargador da Câmara Reservada à Falência e Recuperação TJSP), Alfredo Kugelmas (Administrador Judicial), Luis Fernando Paiva (sócio Pinheiro Neto Advogados), Luiz Augusto Winther Rebello (Administrador Judicial), Paulo Campos Salles de Toledo (Presidente do IBR - Instituto Brasileiro de Estudos de Recuperação de Empresas), Romeu Ricupero (Desembargador da Câmara Reservada à Falência e Recuperação do TJSP), Renato Mange (sócio Renato Mange Advogados Associados), Francisco Satiro (sócio da Satiro e Ruiz Advogados), Alberto Camiña (Promotor de Justiça), Renato Carvalho (sócio da Arion Capital), Fernando Shayer (Tarpon Investimentos), Luiz Antonio Rodriguez (Superintendente Recuperação de Empresas Santander), Edson Macedo (sócio Solfin), Luiz Carlos Casante (Presidente SINFAC-SP), Fabio Astrauskas (sócio da Siegen), Claudio Galeazzi (sócio da Galeazzi), Jean Pierre Zarouk (Managing Director, Signatura Lazard), Roberto Giannetti da Fonseca (Diretor FIESP - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Eduardo Munhoz (sócio Mattos Filho, Veiga filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados), Antônio Affonso Mac Dowell L. de Castro (sócio Mac Dowell Leite de Castro), Luis de Lucio (sócio Alvarez & Marsal), Jairo Saddi (sócio da Saddi Advogados Associados), Renata Maciel (Juíza da 1ª Vara de Falências e Recuperação SP).

Patrocínio Prêmio TMA: PwC; Ferro, Castro, Neves & Daltro Borges Advogados; Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados.

Patrocínio Institucional: Siegen

Apoio: Alvarez & Marsal; Intralinks; Brasil Econômico; Corporate Consulting; Felsberg, Pedretti, Mannrich e Aidar - Advogados e Consultores Legais; Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados e Perform Management & Consulting.

Parceiros Institucionais: ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil); ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas); ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital); CESA (Centro de Estudos das Sociedades de Advogados); IBEF (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças); IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa); IBR (Instituto Brasileiro de Estudos de Recuperação de Empresas); IBRADEMP (Instituto Brasileiro de Direito Empresarial), INSOL International, ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), SINFAC-SP (Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil Factoring).




Assessoria de Comunicação do II Congresso TMA de Reestruturação e Recuperação de Empresas
Digital Assessoria-Comunicação Integrada
http://www.digitalassessoria.com.br


Mais informações: digitalcomunicacao@gmail.com

sábado, 2 de outubro de 2010

Instrução CVM 483/2010 e nova função da Apimec Nacional


A Apimec Nacional (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) realizou Coletiva de Imprensa no dia 30 de setembro de 2010 sobre a entrada em vigor da Instrução CVM 483 e esclarecimentos sobre a nova função da Apimec como credenciadora e supervisora dos analistas de valores mobiliários.
A Instrução CVM 483 entrou em vigor no dia 1 de outubro de 2010, dia seguinte à Coletiva de Imprensa e altera as regras para a atividade de analistas de valores mobiliários.

A explanação foi feita por Lucy Sousa, presidente da Apimec Nacional.
Leituras recomendadas:
Instrução CVM 483/10
Código de Conduta da Apimec
Código dos Processos da Apimec

Esclarecimentos de Dúvidas - CVM 483 - http://www.apimec.com.br/

Os analistas e profissionais de investimentos do mercado de capitais estiveram reunidos com a Apimec Nacional (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) no dia 30 de setembro de 2010 para sanar dúvidas sobre a Instrução CVM 483/10, que rege a profissão de analista de valores mobiliários e entra em vigor no dia 1º de outubro de 2010. A apresentação foi feita por Lucy Sousa, presidente da Apimec Nacional, Vinícius Corrêa e Sá, superintendente de supervisão do analista de valores mobiliários, Daniel Walter Maeda, Gerente de Registros e Autorizações da CVM e Alexandre Leite Moraes, analista de mercado de capitais da CVM.

Acompanhe o áudio do evento http://bit.ly/8YIeI5

Foto: Leila Anderson
Assessoria de Imprensa da Apimec Nacional
Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais
Digital Assessoria – Comunicação Integrada
Mais informações;

digitalcomunicacao@gmail.com

sábado, 25 de setembro de 2010

Celtins, Gerdau e Sabesp são destaques do ano na transparência das demonstrações financeiras

As empresas Celtins, Gerdau e Sabesp foram os destaques do ano na transparência das demonstrações financeiras. O anúncio ocorreu em solenidade do 14º Prêmio ANEFAC-FIPECAFI-Serasa Experian na noite do dia 23 de setembro de 2010, em São Paulo (SP). O evento do “Troféu Transparência” é uma realização da ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e a SERASA Experian.



O Prof. Dr. Iran Siqueira Lima, presidente da FIPECAFI, afirmou em seu discurso que o Troféu Transparência, concebido pela ANEFAC-FIPECAFI-Serasa Experian, procura premiar as empresas com demonstrações financeiras que se destacam nos princípios de “clareza, qualidade e idoneidade”.

O Troféu Transparência criado em 1997 tem uma Comissão Julgadora que para a indicação das empresas premiadas leva em conta as práticas da transparência das informações contábeis, em especial no que diz respeito à qualidade do Relatório da Administração e consistência dos dados divulgados, dentre outros aspectos.

“A cada ano verificamos que a escolha dos finalistas fica mais difícil, pois os concorrentes não têm medido esforços para alcançar a premiação”, declara o presidente da FIPECAFI.



A lição passada pela crise financeira de 2008 -e parte de 2009- fez com que as empresas procurassem ampliar a divulgação de suas demonstrações financeiras, além de mais atenção com as áreas de auditoria interna e externa, de controles internos, de governança corporativa e, ainda, do aspecto da sustentabilidade.



Iran Siqueira Lima parabenizou os organizadores do Prêmio ANEFAC–FIPECAFI–Serasa Experian, que já é conhecido como o “Oscar da Contabilidade” e a equipe técnica da Fundação liderada pelo Prof. Dr. Ariovaldo dos Santos.



Andrew Frank Storfer, presidente da ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), diz que o esforço para conscientizar empresários e organizações para a aplicação de critérios e conceitos mais transparentes em suas demonstrações tem valido a pena. Os investidores estrangeiros estão cada vez mais interessados pela economia brasileira ao mesmo tempo que “temos a melhoria da transparência nos demonstrativos de nossas empresas, fruto, entre outros, do desenvolvimento contínuo do mercado de capitais, da adoção de modernas práticas, das alterações legais, da convergência contábil internacional com o IFRS e da consciência e percepção dos executivos’, destacou o presidente da ANEFAC.



Storfer observou que “transparência no seu significado mais estrito, pode ser entendida como algo muito claro, sincero e de fácil compreensão. Quando colocamos seus antônimos como obscuro, falso e de difícil compreensão” o significado e importância da transparência fica bastante óbvio”. “Transparência é antônimo de risco. Transparência é sinônimo de menor custo de capital e acesso a maiores volumes de recursos”, declarou Andrew Frank Storfer, presidente da ANEFAC.

Para Laércio de Oliveira, presidente de Negócios e Serviços de Crédito da Serasa Experian, a premiação “completa uma longa jornada de contribuição ao país ao promover a prática da transparência contábil, tornando-se uma referência que ultrapassa fronteiras, para os investidores internacionais que buscam o porto seguro de nossa economia e de nossas empresas”, finalizou.





Empresas Ganhadoras - A Companhia de Energia Elétrica do Estado do Tocantins (Celtins), o Grupo Gerdau e a Sabesp foram as empresas que mais se ressaltaram pela transparência das demonstrações financeiras em 2010. Elas receberam o troféu de destaque do 14º Prêmio ANEFAC-FIPECAFI-Serasa Experian. As corporações estavam entre as 20 contempladas pela premiação do Troféu Transparência e seus balanços contábeis receberam destaque especial em termos de clareza e qualidade das informações.



Ganhadora na categoria empresa de capital fechado, a Celtins ressaltou o momento de mudanças nas práticas contábeis com a adoção das normas internacionais IFRS (International Financial Reporting Standards). De acordo com o diretor de Contabilidade da Celtins, Atushi Nakatsu, as empresas estão passando por uma transformação muito grande nas práticas contábeis e “nossos profissionais estão acompanhando atentamente todas as mudanças”. O diretor da Celtins afirmou que o reconhecimento trazido pelo Troféu Transparência é uma referência para o mercado, para “nossos consumidores e acionistas”.



O Grupo Gerdau é contemplado pela premiação há 12 edições consecutivas e, neste ano, recebeu o prêmio de destaque na categoria de empresas com faturamento acima de R$ 8 bilhões. Segundo o Diretor Contábil do grupo Gerdau, Geraldo Toffanello, o prêmio é um desafio porque representa um esforço anual para que a empresa esteja entre as 20 mais transparentes do país. “Está na corrente sanguínea de toda a equipe participar do evento”, diz Toffanello. “A transparência contábil faz parte da Governança do Grupo Gerdau. Nós respiramos transparência. É norma da empresa disponibilizar cada vez mais informações de qualidade ao mercado de capitais e aos nossos acionistas”, declarou.



Vencedora na categoria empresa de capital aberto com faturamento até R$ 8 bilhões, a Sabesp ressaltou o envolvimento dos colaboradores para garantir a clareza dos balanços financeiros. Para Nara Maria Marcondes França, superintendente de Contabilidade da Sabesp, “receber o Troféu Transparência é uma emoção muito grande, uma felicidade e uma honra. É um reconhecimento por todo o esforço, dedicação e pelo envolvimento de todos no processo”. De acordo com Nara França, a qualidade dos balanços depende de “um trabalho que não envolve só a Contabilidade, mas toda a empresa, principalmente a área financeira. Receber o prêmio é uma valorização do profissional e um incentivo para todos”, destacou a representante da Sabesp.





Com um total de 20 companhias selecionadas, além dos destaques para Celtins, Grupo Gerdau e Sabesp, as seguintes empresas foram contempladas com o Prêmio ANEFAC-FIPECAFI-SERASA Experian.





Empresas de capital aberto com faturamento acima de R$ 8 bilhões:

AmBev – Companhia de Bebidas das Américas

Braskem S/A.

CEMIG – Companhia Energética de Minas Gerais

CSN – Companhia Siderúrgica Nacional

Embraer – Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A.

Petrobras – Petróleo Brasileiro S/A.

Souza Cruz S/A.

Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S/A. – USIMINAS

Vale S/A.



Empresas de capital aberto com faturamento até R$ 8 bilhões:

BM&F Bovespa S/A.

Companhia de Saneamento de Minas Gerais - Copasa

Natura Cosméticos S/A.

Tractebel Energia S/A.



Empresas de capital fechado:

ALBRAS – Alumínio Brasileiro S/A.

Energisa Paraíba – Distribuidora de Energia S/A.

TBG – Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S/A.

TSN – Transmissora Sudeste - Nordeste S/A.


Mais informações: digitalcomunicacao@gmail.com

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

CODIM realiza seminário sobre as Melhores Práticas de Divulgação

O CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado) realizou, no dia 14 de setembro de 2010, o I Seminário CODIM - “Melhores Práticas de Divulgação de Informações ao Mercado”.

O evento foi aberto pelo presidente da BM&FBOVESPA, Edemir Pinto, que ressaltou a importância do CODIM para a melhoria da Comunicação no mercado de capitais brasileiro. Edemir Pinto representou na solenidade os presidentes das 10 entidades que compõem o CODIM.


Geraldo Soares, vice-presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e coordenador do CODIM pelo IBRI e Haroldo R. Levy Neto, coordenador da entidade pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), enfatizaram os esforços realizados pelo CODIM na busca das melhores práticas de divulgação do mercado de capitais comentando o que já foi feito nesses cinco anos de atividade e os objetivos deste primeiro evento.


O seminário contou com a participação de renomados profissionais do mercado para o debate de temas da atualidade como: “Período de Silêncio Antes da Divulgação das Demonstrações Financeiras"; “Guidance"; “Fato Relevante e Release"; “Teleconferências" e “Apresentações Restritas e Públicas Periódicas", além de palestra sobre “Melhores Práticas de Divulgação de Informações ao Mercado".


A primeira mesa redonda debateu o Período de Silêncio Antes da Divulgação das Demonstrações Financeiras e Guidance. O painel teve como moderadores: Marco Antonio Muzilli (IBRACON - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil) e Geraldo Soares (IBRI) e debatedores: Nelson Niero, jornalista do Valor Econômico; Marcelo Mesquita, gestor do Leblon Equities e Arthur Piotto, diretor de Relações com Investidores da CCR. Marcelo Mesquita representando os investidores declarou que não é favorável ao período de silêncio. Nelson Niero do Valor Econômico concordou com Mesquita e disse com bom humor “pensei que somente o jornalista seria considerado vilão nesta história”. Arthur Piotto comentou a sua experiência na CCR, salientando que os analistas estão sempre procurando as informações que ainda não foram divulgadas, exigindo muito cuidado por parte dos RIs. Os participantes enfatizaram que o período de silêncio deve ser utilizado somente com relação às demonstrações financeiras em preparação e não tornadas públicas, contudo os agentes de mercado (analistas, investidores, imprensa e outros públicos estratégicos) devem ser normalmente atendidos em suas demandas informacionais junto ao Departamento de RI (Relações com Investidores) das empresas abertas.

O painel salientou que a divulgação e alteração de Guidance (projeções empresariais) sempre devem ocorrer por meio de Fato Relevante e que as empresas que divulgam devem estar muito bem fundamentadas e fazer a comunicação de forma adequada, consistente e continuamente atualizada.


Na segunda mesa redonda, houve debate sobre Fato Relevante e Release e teve como moderadores Marcos Sanches (IBRACON) e Hélio Garcia (IBRI) e debatedores: Roberto Müller, diretor da revista Razão Contábil, Roberto Terziani, consultor de RI da Oi e Marcelo Trindade, advogado da Trindade e Associados. No caso do release, houve consenso quanto à clareza redacional, evitando estrangeirismos, termos técnicos e jurídicos. No caso do debate sobre Fato Relevante, foi expressa a preocupação de representantes de companhias abertas sobre a dificuldade de se fazer a divulgação quando o boato de mercado tem certo fundamento, mas o assunto ainda não foi definido internamente nas corporações. Também foi salientada a dificuldade de se saber exatamente o momento que o fato relevante deve ser divulgado, sendo que em certos casos as empresas acabam sendo obrigadas a divulgar antes do assunto estar completamente maduro.


A terceira mesa redonda debateu as melhores práticas para Teleconferências, Apresentações Restritas e Públicas Periódicas. Os moderadores foram Haroldo Levy (Apimec), Hélio Garcia (IBRI) e Ligia Montagnani (Apimec) e debatedores: André Gordon, diretor da GTI Administradora de Recursos e Arthur Farme, vice-presidente corporativo e de Relações com Investidores da SulAmérica Seguros S/A. Os participantes realçaram os cuidados que os profissionais de Relações com Investidores devem ter para evitar informações privilegiadas nas reuniões restritas (por exemplo, com apenas um analista de valores mobiliários). No caso de reuniões públicas, há também necessidade de cautela para evitar projeções ou informações ainda não registradas na Comissão de Valores Mobiliários. Houve críticas a empresas que ainda realizam a teleconferência somente em inglês e ao filtro a perguntas em qualquer dos meios de comunicação da empresa com o mercado..


Lélio Lauretti, especialista em mercado de capitais, realizou palestra final sobre as “Melhores Práticas de Divulgação de Informações” em que frisou a importância das companhias não apenas cumprirem a obrigação legal de prestação de contas, mas sim demonstrarem efetivo desejo de informar, refletindo sobre as atuais exigências por parte dos participantes do mercado em termos de divulgação de informações.


Elizabeth Machado, Superintendente da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), elogiou a fantástica ideia da criação do CODIM e enfatizou os progressos já realizados pelas companhias ao seguirem os seus pronunciamentos, reforçando também a necessidade de contínuas melhorias na comunicação das empresas, buscando a equidade e transparência de informações.



Sobre o CODIM

O CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado), formado em abril de 2005, tem como objetivo discutir e sugerir a utilização das melhores formas de divulgação de informações das companhias abertas para os seus mais diferentes usuários, por meio de pronunciamentos de orientação a serem produzidos e disseminados no mercado por todas as entidades participantes direta ou indiretamente do Comitê.



O CODIM é formado por 10 entidades. A coordenação está a cargo da Apimec e do IBRI. Os participantes são: Abrasca, Amec, Anbima, Ancor, BM&FBOVESPA, CFC, IBGC e IBRACON, contando também com a CVM como observadora.



CODIM – www.codim.org.br / codim@codim.org.br



Mais informações:
digitalcomunicacao@gmail.com

terça-feira, 7 de setembro de 2010

CODIM realiza Seminário sobre melhores práticas de divulgação em 14/09/2010

O CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado) realiza o Seminário “Melhores Práticas de Divulgação de Informações ao Mercado”, no dia 14 de setembro de 2010, das 08:30 às 13 horas, na BM&FBOVESPA.
Edemir Pinto, presidente da BM&FBOVESPA, abrirá o evento, representando os presidentes das 10 entidades-membro do CODIM.
Geraldo Soares, vice-presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e coordenador do CODIM pelo IBRI e Haroldo R. Levy Neto, coordenador pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), também participam da abertura do Seminário.
O evento conta com a participação de renomados profissionais do mercado para o debate de temas da atualidade como: "Período de Silêncio Antes da Divulgação das Demonstrações Financeiras"; "Guidance"; "Fato Relevante e Release"; "Teleconferências" e "Apresentações Restritas e Públicas Periódicas", além de palestra sobre "Melhores Práticas de Divulgação de Informações ao Mercado".
08:30 Credenciamento
08:45 Abertura
Edemir Pinto, Presidente da BM&FBOVESPA
Haroldo R Levy Neto e Geraldo Soares – Coordenadores do CODIM
09:00 Mesa Redonda 1 – Período de Silêncio Antes da Divulgação das Demonstrações Financeiras e Guidance
Moderadores: Marco Antonio Muzilli (Ibracon)
Geraldo Soares (IBRI)
Debatedores: Nelson Niero, Jornalista do jornal Valor Econômico
Marcelo Mesquita, Gestor da Leblon Equities
Arthur Piotto, Diretor de Relações com Investidores da CCR
Sessão de Perguntas e Respostas
10:00 Mesa Redonda 2 – Fato Relevante e Release
Moderadores: Marcos Sanches (Ibracon)
Alexandre Oliveira (CFC)
Debatedores: Roberto Muller, Editor da revista Razão Contábil
Marcelo Trindade, Advogado da Trindade e Associados
Sessão de Perguntas e Respostas
11:00 Intervalo
11:20 Mesa Redonda 3 – Teleconferências, Apresentações Restritas e Públicas Periódicas
Moderadores: Haroldo Levy (Apimec)
Ligia Montagnani (Apimec)
Helio Garcia (IBRI)
Debatedores: André Gordon, Diretor da GTI Administradora de Recursos
Edigimar Maximiliano – Bradesco Corretora
Arthur Farme, Vice-Presidente Corporativo e de Relações com Investidores da SulAmérica Seguros S/A
Sessão de Perguntas e Respostas
12:20 Palestra – Melhores Práticas de Divulgação de Informações ao Mercado
Lélio Lauretti
12:40 Encerramento
Elizabeth Machado, Superintendente de Relações com Empresas da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)
Geraldo Soares e Haroldo R. Levy Neto – Coordenadores do CODIM
SERVIÇO:
Seminário “Melhores Práticas de Divulgação de Informações ao Mercado”
Data: 14 de setembro de 2010
Horário: das 08:30 às 13 horas
Local: BM&FBOVESPA - Auditório Abelardo
Rua XV de Novembro, 275 - 1º andar - São Paulo – SP
Mais Informações:
digitalcomunicacao@gmail.com

domingo, 22 de agosto de 2010

Digital informa: Comissão de Valores Mobiliários realiza Encontro com Investidores em Salvador

Comissão de Valores Mobiliários realiza Encontro com Investidores em Salvador

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) realiza, no dia 2 de setembro de 2010, das 18:30 às 21:30, no Auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia - FIEB, em Salvador, o 3º Encontro com Investidores (Townmeeting). O evento, gratuito, é dirigido a investidores e representantes de entidades do mercado de capitais local, além de estudantes, professores e o público em geral.
No encontro, após apresentação das instituições presentes, o público terá a possibilidade de dirigir perguntas e sugestões diretamente aos representantes da CVM e das demais entidades representativas do mercado. O evento conta com a presença da presidente da CVM, Maria Helena dos Santos Fernandes de Santana, e de representantes das Superintendências de Registro, Empresas, Mercado e Intermediários. O objetivo do encontro é criar um canal direto de comunicação com o investidor fora do eixo Rio-São Paulo e contribuir para a disseminação da cultura do mercado.
O evento é organizado pela CVM e pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais – ANBIMA, com realização local da FIEB e da Associação dos Bancos do Estado da Bahia – ABEB. Também apóiam a iniciativa, as instituições integrantes do Comitê Consultivo de Educação da CVM: Associação Brasileira das Companhias Abertas – ABRASCA, Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias – ANCOR; Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais - APIMEC NACIONAL (por meio de sua regional), Bolsa de Valores, Mercadorias & Futuros - BM&FBovespa, Instituto Brasileiro de Relações com Investidores – IBRI e Instituto Nacional de Investidores – INI. O Comitê foi instituído pela própria CVM, em 2006, e tem, entre seus objetivos, propor e apoiar o desenvolvimento de projetos educacionais que contribuam para promover melhores padrões de educação financeira da população, visando, assim, ao desenvolvimento do mercado de valores mobiliários.

Os interessados devem confirmar presença com Isabella pelo telefone (71) 3242-1594 ou pelo e-mail: eventos@asbeb.com.br.

Onde: Auditório da FIEB – Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Rua Edistio Pondé, 342 – Stiep)

Quando: 02/09/2010

Horário: 18:30 às 21:30


Mais informações:

digitalcomunicacao@gmail.com

sábado, 21 de agosto de 2010

Digital divulga estudo sobre investimentos em Sustentabilidade

BRF BRASIL FOODS E ITAÚ UNIBANCO DIVIDEM A LIDERANÇA NA EDIÇÃO DE 2010 DO ESTUDO E RANKING

Premiação ocorreu em evento promovido pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) na BM&FBOVESPA em 18/08/2010

Em evento organizado pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores), Management & Excellence e Revista Razão Contábil, no dia 18/08/2010, na BM&FBOVESPA, foi divulgado estudo com a participação de 31 empresas sobre investimentos em sustentabilidade.
Ocupando a primeira colocação, a BRF BRASIL FOODS e o ITAU-UNIBANCO, ambas pós fusão, destacam-se como as empresas mais transparentes do iBovespa, de acordo com a 4ª edição do Estudo e Ranking Anual, elaborado pela Management & Excellence (M&E), devido ao desempenho nos 123 critérios objetivos que compõem o estudo, dividido em 3 áreas: RSC, Governança Corporativa e Gestão Sustentável.
Também são destaques o banco BRADESCO, empatado em segundo lugar com a ITAUSA, seguidos pela CPFL em terceiro, PETROBRAS em quarto e em quinto empatadas TAM e LIGHT.
Sob a ótica dos investidores, transparência significa menores riscos e maiores retornos. Assim, os investimentos são realizados com base nas informações disponíveis sobre certos aspectos da empresa e do negócio.
Todas as 8 empresas que ocupam as 5 primeiras posições tiveram todos os 15 critérios de RSC cumpridos. Na área de Governança Corporativa, apenas BR BRASIL FOODS, CPFL e TAM cumprem todos os 23 critérios. E a grande diferença está, efetivamente, na área de Gestão Sustentável, que tem o maior número de critérios (85) e onde estão os critérios
O diferencial do estudo deste ano foi a inclusão de 6 critérios relacionados à transparência na divulgação dos resultados dos projetos de sustentabilidade. Dois deles dizem respeito à divulgação de valores investidos, e foram cumpridos pela maioria das empresas. Entretanto, quatro deles estão relacionados à projeção de investimentos e fluxo de caixa e retornos gerados por tais projetos e foram os menos cumpridos pelas empresas, todos eles por menos de 20% delas.
Ranking Geral 2010
1 BRF BRASIL FOODS 95,93%
ITAU UNIBANCO 95,93%
2 BRADESCO 95,12%
ITAUSA 95,12%
3 CPFL 91,87%
4 PETROBRAS 89,43%
5 LIGHT 88,62%
TAM 88,62%
6 NATURA 87,80%
7 USIMINAS 86,99%
8 GOL 83,74%
VALE 83,74%
9 BRASKEM 82,93%
JBS 82,93%
10 BANCO DO BRASIL 81,30%
FIBRIA 81,30%
MÉDIA 79,07%
11 DURATEX 78,05%
12 AMBEV 76,42%
13 REDECARD 73,98%
TELESP 73,98%
ULTRAPAR 73,98%
CESP 73,98%
14 OI 73,17%
15 ELETROPAULO 69,11%
LOJAS RENNER 69,11%
16 ROSSI 68,29%
17 BMF BOVESPA 66,67%
18 NET 65,04%
SOUZA CRUZ 65,04%
19 CYRELA 60,16%
20 ECODIESEL 52,85%
A diferença entre o primeiro lugar e o quinto são de apenas 7,31%, o que indica que a 1ª posição obteve compliance em 117 questões e a 5ª em 108, do total de 123 questões.
A BRF BRASIL FOODS também declarou compliance com 117 critérios, ficando de fora apenas securitizações; Divida Líquida ajustada; Fluxos de caixa/retornos de investimentos em sustentabilidade; Projeção de investimentos em sustentabilidade para os próximos anos; Projeção de investimentos em sustentabilidade por áreas (ex: social, cultural, ambiental, outras). No estudo de 2009, a SADIA ocupava a 12ª colocação e a PERDIGÃO a 17ª.
Vale destacar que encontra-se ativo ainda o site da SADIA, mas sem qualquer informação atualizada. E o site da BRF BRASIL FOODS contém todas as informações sobre o processo de fusão sem, contudo, apresentar informações sobre os produtos de marca SADIA. A explicação baseia-se no questão de aguardar, ainda, decisão do CADE para concluir todas as mudanças e atualizações necessárias.
O ITAU UNIBANCO manteve sua posição de destaque, embora tenha diminuído o compliance de 98.29% em 2009 para 95,93% este ano. Entretanto, isto se deve também ao fato da versão atual contar com 123 critérios contra os 117 do ano passado. O ITAU UNIBANCO declarou não ter compliance com os seguintes critérios: Atas das reuniões dos Comitês do Conselho; Controle de impacto negativo sobre a biodiversidade; Controle de acidentes com impacto ambiental; Possui um processo padronizado para determinar fluxo de caixa gerado por projetos de sustentabilidade; Fluxos de caixa/ retornos de investimentos em sustentabilidade.
Outro destaque foi o banco BRADESCO, que divide o 2º lugar com a ITAUSA. Ambos alcançaram 95,12% de compliance, o que significa 116 questões respondidas.
A CPFL, que estava em 2º lugar em 2009, aparece em 3º lugar este ano, principalmente devido às questões acrescidas, que dizem respeito à divulgação de dados sobre investimentos sustentáveis. Cumpriu todos os critérios de RSC e Governança Corporativa.
A PETROBRAS se manteve na 4ª posição este ano (89,43%), deixando de cumprir 4 critérios de Governança Corporativa e 8 critérios de Gestão Sustentável.
Curiosamente, a LIGHT e a TAM estavam empatadas em 10º lugar em 2009 e este ano seguem empatadas, mas dividindo a 5ª posição. Enquanto a primeira deixa de cumprir alguns critérios em Governança Corporativa e Gestão Sustentável, a segunda não cumpre apenas critérios relacionados à área de Gestão Sustentável.
Diferentemente dos anos anteriores, este ano, como detalhado na metodologia, o Ranking é formado apenas por empresa que devolveram o questionário que foi enviado, devidamente validado. Das 55 empresas que compõem a carteira, apenas 31 participam do Ranking. Como os gráficos abaixo demonstram, todos os setores tiveram pelo menos uma empresa representante:
O setor financeiro, de bancos, foi o que apresentou, como nos anos anteriores, a maior média setorial. É um setor que se diferencia dos demais pela qualidade na divulgação de informações e canais disponíveis. Apesar de apresentar relatórios extensos, o que é uma característica dos relatórios de maneira geral, é muito fácil ter acesso às informações e dados sobre as empresas. Todos os bancos que compõem a carteira do Ibovespa validaram o questionário e participam do Ranking.
No lado oposto está o setor de construção civil, com a pior média setorial, abaixo, inclusive, da média geral. Das 5 empresas que compõem a carteira do iBovespa, apenas 2 delas validaram o questionário e foram incluídas no Ranking. Tal fato, por si só, já denota a falta de maturidade do setor no que diz respeito à divulgação de informações pertinentes ao negócio. O pouco tempo que o setor tem na cultura de empresas abertas pode ser uma das causas da baixa participação e desempenho. Mas as empresas que participaram demonstram uma preocupação com o assunto, no que devem ser imitadas pelas demais.
RANKING SETOR %
1 BANCOS 90.79%
2 ALIMENTOS 89.43%
3 PRODUTOS PESSOAIS 87.80%
4 AVIAÇÃO 86.18%
5 MINERAÇÃO E SIDERURGIA 85.37%
6 PAPEL E CELULOSE 81.30%
7 ENERGIA 80.89%
8 SERVIÇOS FINANCEIROS DIVERSOS 78.59%
9 MATERIAIS BÁSICOS 78.05%
10 PETROQUÍMICA 75.07%
11 QUÍMICA 73.98%
12 BEBIDAS E FUMO 70.73%
TELECOMUNICAÇÕES 70.73%
13 VAREJO 69.11%
14 CONSTRUÇÃO 64.23%
EMPRESA SETOR % MÉDIA

BRF FOODS ALIMENTOS 95.90% 89.34%
JBS ALIMENTOS 82.79%
GOL AVIAÇÃO 83.61% 86.07%
TAM AVIAÇÃO 88.52%
BRADESCO BANCOS 95.08% 90.98%
ITAU UNIBANCO BANCOS 95.90%
BB BANCOS 81.97%
AMBEV BEBIDAS E FUMO 76.23% 70.49%
SOUZA CRUZ BEBIDAS E FUMO 64.75%
CYRELLA CONSTRUÇÃO 59.84% 64.34%
ROSSI CONSTRUÇÃO 68.85%
CPFL ENERGIA 92.62% 81.35%
ELETROPAULO ENERGIA 69.67%
LIGHT ENERGIA 88.52%
CESP ENERGIA 74.59%
DURATEX MATERIAIS BÁSICOS 78.69% 78.69%
VALE MINERAÇÃO E SIDERURGIA 84.43% 86.07%
USIMINAS MINERAÇÃO E SIDERURGIA 87.70%
FIBRIA PAPEL E CELULOSE 81.97% 81.97%
PETROBRAS PETROQUÍMICA 89.34% 75.14%
BRASIL ECODIESEL PETROQUÍMICA 52.46%
BRASKEM PETROQUÍMICA 83.61%
NATURA PRODUTOS PESSOAIS 87.70% 87.70%
ULTRAPAR QUÍMICA 74.59% 74.59%
BM&F BOVESPA SERVIÇOS FINANCEIROS DIVERSOS 66.39% 66.39%
BRADESPAR SERVIÇOS FINANCEIROS DIVERSOS 29.51%
ITAUSA SERVIÇOS FINANCEIROS DIVERSOS 95.08%
REDECARD SERVIÇOS FINANCEIROS DIVERSOS 74.59%
TELESP TELECOMUNICAÇÕES 73.77% 70.77%
OI TELECOMUNICAÇÕES 73.77%
NET TELECOMUNICAÇÕES 64.75%
RENNER VAREJO 68.85% 68.85%



Pontuação e Ranking
Através do método Facts Only, as 55 empresas do Ibovespa foram avaliadas em 123 critérios extraídos de alguns indicadores internacionais tais como a Global Reporting Initiative (GRI), ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial), DJSI (Dow Jones Sustainability Index), entre outros, divididos entre três áreas: responsabilidade social corporativa (RSC), governança corporativa (GC) e sustentabilidade.
De acordo com a atualização da metodologia, este ano, foram incluídas no Ranking apenas as empresas que devolvera o questionário devidamente validado.
Mais informações:

digitalcomunicacao@gmail.com

quarta-feira, 28 de julho de 2010

WEBTraffic participa da SearchLabs

Digital: Primeiro dia do SearchLabs reúne os profissionais do mercado e os especialistas em search

O SearchLabs’ 10, evento inovador que traz o propósito de ser um espaço para discussão e evolução do mercado de SEM (Search Engine Marketing) reuniu em seu primeiro dia influentes nomes nacionais e internacionais voltados para a atividade.
O evento reuniu profissionais experientes e aqueles com intenção de se atualizarem, gerando movimento importante numa área que segundo Flavio Luizetto, Diretor de Operações da WEBTraffic - empresa líder na área se SEM e fomentadora do evento - tem dificuldade exatamente em encontrar expertise qualificada, por ser complexa e se encontrar em expansão.
Dentre os palestrantes desta quarta-feira, estiveram o co-fundador da Mestre SEO, Fabio Ricotta, que informou ter contato com os principais eventos de Search no mundo e que este foi o único até agora a oferecer uma palestra inteiramente voltada aos resultados personalizados. Fabio explicou sobre a história da web, das principais ferramentas de busca, e as formas mais eficientes de se medir as intenções de cada busca, utilizando-as, claro, comercialmente.
Paola Zingman, da Media Contacts, falou sobre mídias sociais, search e o time dos sonhos. Sua palestra incluiu o mercado de vagas para SEO (Search Engine Optimization), as principais formas de exposição para profissionais da área, as intenções corporativas e a política de salários para estes profissionais. Paola vê o Linkedin como uma “fonte de trabalhos” e o Twitter como uma verdadeira “vitrine”.
O Tcheco Pavel Dolezal, da Ataxo, que atende mais de 10 mil clientes de busca paga em diversos buscadores, foi anunciado como um dos “semideuses do search” e falou sobre automatização de campanhas, o mercado mundial do Search e a escolha de palavras. “ 60% do sucesso de uma campanha está na seleção das palavras corretas”, concluiu.
Texto  Jornalista Arthur Pires - Digital Assessoria Comunicação Integrada
Foto Julio Ribas


Mais informações digitalcomunicacao@gmail.com

terça-feira, 27 de julho de 2010

Digital colabora na divulgação do Prêmio ANEFAC-FIPECAFI-SERASA EXPERIAN

Vinte empresas de capital aberto e fechado foram selecionadas após análise de mais de 700 demonstrações financeiras




As empresas que apresentaram melhor transparência em suas demonstrações contábeis foram selecionadas após quatro meses de análise criteriosa. Dividido em três categorias, o Prêmio ANEFAC-FIPECAFI-SERASA EXPERIAN contempla anualmente 10 empresas de capital aberto com faturamento maior que R$ 8 bi; cinco empresas de capital aberto com faturamento até R$ 8 bilhões; e cinco empresas de capital fechado.



As vinte finalistas da 14ª edição do Prêmio ANEFAC-FIPECAFI-SERASA EXPERIAN, que concede o Troféu Transparência desde 1997, foram selecionadas entre mais de 700 balanços contábeis avaliados em 2010. Demonstrações com resultados abrangentes, relatórios de administração, informações sobre governança corporativa e gestão de recursos humanos, detalhamento de caixa, adoção das normas contábeis vigentes, layout claro, parecer dos auditores, além de divulgação do balanço sócio-ambiental, foram, entre outros, os itens considerados no processo de avaliação.



Empresas com faturamento acima de 8 bilhões



Souza Cruz S.A. e Sociedade Controladas

AmBev – Companhia de Bebidas das Américas

Embraer – Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A.

Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A.– USIMINAS

Vale S/A

CEMIG – Companhia Energética de Minas Gerais

CSN – Companhia Siderúrgica Nacional

Petrobras – Petróleo Brasileiro S.A.

GERDAU S.A.

Braskem S.A.



Empresas com faturamento até 8 bilhões



Companhia de Saneamento Básico de Minas Gerais S.A. (Copasa)

Natura Cosméticos S.A.

BM&F Bovespa S.A.

Companhia de Saneamento Básico de São Paulo – Sabesp

Tractebel Energia S.A.



Empresas de capital fechado



ALBRAS – Alumínio Brasileiro S.A.

Energisa Paraíba – Distribuidora de Energia S.A.

TBG – Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A.

Companhia de Energia Elétrica do Tocantins – Celtins

TSN – Transmissora Sudeste – Nordeste S.A.

Mais informações digitalcomunicacao@gmail.com

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Digital colabora na divulgação do IR Magazine Awards Brazil 2010

IR Magazine, Revista RI e IBRI divulgam os vencedores do IR Magazine Awards Brazil 2010

A Digital colabora na divulgação das empresas premiadas, em 14/07/2010, no IR Magazine Awards Brazil 2010. Foram premiadas as empresas, os programas e os profissionais que mais se destacaram em suas relações com investidores no mercado de capitais brasileiro.
A IR magazine, a mais importante publicação internacional sobre relações com investidores, promoveu pela sexta vez consecutiva no Brasil - em conjunto com a Revista RI e o IBRI - Instituto Brasileiro de Relações com Investidores, e com a parceria com a PR Newswire - o mais importante evento de premiação de RI – o IR Magazine Awards Brazil 2010, celebrando a excelência das empresas e profissionais de RI nas comunicações com os acionistas e das práticas de relações com investidores no Brasil.
Os vencedores dos prêmios nas 16 categorias saíram de uma relação de indicados resultante de uma ampla pesquisa independente realizada entre administradores de carteiras e analistas de investimentos com atividades relacionadas ao mercado de ações no Brasil. O Instituto Brasileiro de Economia da FGV - Fundação Getúlio Vargas - responsável pela elaboração e cálculo de alguns dos indicadores econômicos mais utilizados no Brasil, como os índices gerais de preços (IGP-DI e IGP-M), índices de preços setoriais, sondagens de opinião empresarial e do consumidor, índices de ações e ranking de maiores e melhores empresas - foi novamente o responsável pela Sondagem para essa sexta edição da premiação no Brasil. Em torno de 500 profissionais de investimentos - incluindo investidores institucionais, analistas sell-side e buy-side e gestores de recursos - que cobrem ou investem no mercado de ações do Brasil e mais de 4.000 investidores individuais foram contatados para esta 6ª Sondagem. Deste total, a FGV recebeu algo em torno de 330 respostas de analistas, investidores institucionais e investidores individuais.
A cerimônia de premiação, realizada no dia 14 de julhode 2010, no Buffet Tôrres - Itaim, em São Paulo , congregou em torno de 300 representantes da nossa comunidade de investimentos. Entre os patrocinadores do evento incluem-se: Abrasca; Brand Analytics; Chorus Call; Citigroup; Computershare; IBRI; JP Morgan; NYSE Euronext; OTC QX International; Revista RI; The Bank of New York Mellon; The Media Group; e Vale.
Consolidando o crescimento das Relações com Investidores em nosso país, nesta quinta premiação a lista de indicados contou com a participação de 41 empresas, sendo 11 delas premiadas como as melhores do ano. Confira, a seguir, a relação completa das empresas e profissionais premiados nas respectivas categorias do IR Magazine Awards Brazil 2010:

VENCEDORES: IR magazine Awards Brazil 2010
1) Grand Prix do melhor programa de relações com investidores (empresas “large cap”)
VENCEDOR: Itaú Unibanco
Menções honrosas:
Bradesco
Localiza
Lojas Renner
Vale

2) Grand Prix do melhor programa de relações com investidores (empresas “small & mid cap”)
VENCEDOR: OdontoPrev
Menções honrosas:
Banco ABC Brasil
Iochpe-Maxion
Marcopolo
Positivo Informática

3) Melhor executivo de Relações com Investidores (empresas “large cap”)
VENCEDOR: Silvio Guerra (Localiza)
Menções honrosas:
Edina Biava (BRF - Brasil Foods )
Tarcísio Beuren (Gerdau)
Ricardo Florence (Marfrig)
José Rogério Luiz (TOTVS)

4) Melhor executivo de Relações com Investidores (empresas “small & mid cap”)
VENCEDOR: José Roberto Borges Pacheco (OdontoPrev)
Menções honrosas:
Alexandre Sinzato (Banco ABC Brasil)
Rafael Grisolia (Cremer)
Max Fischer (Profarma)
Hogo Zierth (Tegma)


5) Melhor desempenho em Relações com Investidores por um CEO ou CFO
VENCEDOR: Roberto Setubal (Itaú Unibanco)
Menções honrosas:
Wilson Ferreira Junior (CPFL Energia)
André Covre (Ultrapar Participações)
Roger Agnelli (Vale)
Fábio Barbosa (Vale)

6) Melhor website de Relações com Investidores (empresas “large cap”)
VENCEDOR: Vale
Menções honrosas:
ALL - América Latina Logística
Bradesco
Itaú Unibanco
Petrobras

7) Melhor website de Relações com Investidores (empresas “small & mid cap”)
VENCEDOR: Positivo Informática
Menções honrosas
Even 
EZ TEC
Lupatech
São Martinho

8) Melhor Governança Corporativa
VENCEDOR: Natura
Menções honrosas:
BRF - Brasil Foods
Lojas Renner
Ultrapar Participações
Vale


9) Melhor relatório anual
VENCEDOR: Vale
Menções honrosas:
Bradesco
BRF - Brasil Foods
Itaú Unibanco
Petrobras

10) Melhor encontro com a comunidade de analistas (empresas “large cap”)
VENCEDOR: Cemig
Menções honrosas:
Bradesco
Grupo Pão de Açúcar
Itaú Unibanco
Vale

11) Melhor encontro com a comunidade de analistas (empresas “small & mid cap”)
VENCEDOR: Minerva
Menções honrosas:
EZ TEC
General Shopping Brasil
Positivo Informática
Profarma

12) Melhor “conference call”
VENCEDOR: Vale
Menções honrosas:
CCR - Companhia de Concessões Rodoviárias
Itaú Unibanco
OGX
Petrobras

13) Maior evolução em Relações com Investidores (empresas “large cap”)
VENCEDOR: Gol Linhas Aéreas Inteligentes
Menções honrosas:
Cosan
Diagnósticos da América - DASA
OGX
Rossi Residencial

14) Maior evolução em Relações com Investidores (empresas “small & mid cap”)
VENCEDOR: Drogasil
Menções honrosas:
Contax
Lupatech

15) Melhor sustentabilidade socioambiental
VENCEDOR: Natura
Menções honrosas:
Bradesco
Cemig
Fibria Celulose
Suzano Papel e Celulose

16) Melhor relações com investidores para investidores individuais
VENCEDOR: Petrobras
Menções honrosas:
Bradesco
Eternit
Itaú Unibanco
Vale



IR Magazine Awards Brazil 2010
PATROCINADORES:
- ABRASCA
- BA - BrandAnalytics
- Brasil Econômico
- Chorus Call
- Citigroup
- Computershare
- IBRI
- JP Morgan
- NYSE Euronext
- OTC QX International
- PR Newswire
- Revista RI
- The Bank of New York Mellon
- The Media Group
- Vale
Mais informações:
digitalcomunicacao@gmail.com

sábado, 10 de julho de 2010

Livro “Comunicação no Mercado Financeiro" no Encontro Nacional de RI dias 14 e 15 de julho de 2010

Livro “Comunicação no Mercado Financeiro – Um Guia para Relações com Investidores” estará disponível no Encontro Nacional de RI




O livro “Comunicação no Mercado Financeiro – Um Guia para Relações com Investidores” estará disponível no estande do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) durante o Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais. O evento, maior de RI da América Latina, acontece entre os dias 14 e 15 de julho de 2010, no Sheraton São Paulo WTC Hotel, em São Paulo (SP). O tema desta edição é: “Os Desafios do RI e o Mercado de Capitais na Retomada do Crescimento”.

O livro procura demonstrar ao longo dos nove capítulos o passo a passo de todas as atividades desenvolvidas pelos profissionais de Relações com Investidores, que buscam utilizar cada vez mais técnicas inovadoras e ferramentas para acompanhar a evolução e as exigências do mercado de capitais. Expõe, também, de forma didática os principais conceitos a serem utilizados por profissionais de Relações com Investidores e de Comunicação Empresarial. O livro é uma publicação da Editora Saraiva e Instituto Chiavenato de Educação.

Os autores Geraldo Soares, atual vice-presidente do Conselho de Administração e ex-presidente executivo do IBRI e Jennifer Almeida e Rodney Vergili, assessores de Comunicação do IBRI e da Digital, utilizando-se de suas experiências nas áreas de RI e Comunicação, procuraram facilitar o entendimento de como a comunicação diferenciada pode ser efetivada e ajudar na valorização da companhia, dentro dos princípios da governança corporativa, transparência, equidade, prestação de contas e sustentabilidade.



Serviço: 12º Encontro Nacional de Relações com Investidores

Datas: 14 e 15 de julho de 2010

Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel – Avenida das Nações Unidas, 12.559 - Piso C - São Paulo (SP)

Horário: Dia 14/07/2010 (das 08:00 às 18:30 horas) e Dia 15/07/2010 (das 08:00 às 14:30 horas)

Mais informações: e-mail
  digitalcomunicacao@gmail.com

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Rodney Vergili da Digital em entrevista ao Programa "Livros em Revista"

Veja link para a entrevista de Rodney Vergili da Digital para o apresentador Ralph Peter para o programa da ClicTV e portal UOL sobre o livro "Comunicação no mercado financeiro"


http://tvuol.tv/byy7


Mais informações: digitalcomunicacao@gmail.com

Digital comunica: Programa ToP terá primeira edição no Rio de Janeiro

Programa ToP terá primeira edição no Rio de Janeiro


As inscrições para o evento, que está na sua 9ª edição e é destinado a professores de ensino superior, foram prorrogadas até 14 de julho de 2010



A 9ª edição do Programa ToP (Treinando os Professores) será realizada entre 19 e 23 de julho de 2010. O programa inclui palestras das oito instituições integrantes do Comitê Consultivo de Educação, instituído pela CVM, a serem realizadas nas dependências da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). É destinado a professores vinculados a instituições de ensino de nível superior, graduação ou pós-graduação e que lecionem ou tenham lecionado disciplinas relacionadas a esse setor. Os principais objetivos são atualizar os conhecimentos relativos ao mercado de capitais e unir prática à teoria. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 14 de julho de 2010 pelo site do programa: www.comitedeeducacao.cvm.gov.br.



O Programa TOP foi concebido com o propósito de instituir um canal permanente de comunicação e relacionamento entre os professores e as instituições do Comitê Consultivo de Educação, que reúne a CVM e sete entidades representativas do mercado de capitais, divulgando a atuação de cada uma delas e o apoio que pode ser prestado ao docente. O evento contribui para o desenvolvimento de multiplicadores e promove uma atualização dos conhecimentos relativos ao mercado de capitais.



Para efetuar a inscrição, além das informações prestadas no site do programa, os interessados devem entregar uma declaração da instituição de ensino em papel timbrado, atestando a formação acadêmica do professor, com informações que o mesmo integra ou integrou seus quadros e contendo a(s) disciplina(s) relacionadas ao mercado de capitais que está lecionando ou tenha lecionado. Essa carta deverá ser obrigatoriamente encaminhada por Sedex, em envelope lacrado, postada até a data limite (14 de julho de 2010) para a entrega desse documento e destinada ao Programa TOP:

Comissão de Valores Mobiliários

Gerência de Orientação a Investidores 2 (GOI-2)

Rua Cincinato Braga, nº 340, 2º andar, São Paulo, SP

CEP - 01333-010



O Programa TOP é uma iniciativa conjunta das instituições que formam o Comitê Consultivo de Educação, criado pela Deliberação CVM n° 498/06, com as alterações da Deliberação CVM nº 628/10. O Comitê é formado pelas seguintes instituições, além da CVM: Associação Brasileira das Companhias Abertas – ABRASCA, Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais – ANBIMA, Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias – ANCOR; Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais - APIMEC NACIONAL, Bolsa de Valores, Mercadorias & Futuros - BM&FBovespa, Instituto Brasileiro de Relações com Investidores – IBRI e Instituto Nacional de Investidores – INI.



Informações adicionais poderão ser obtidas junto às entidades integrantes do Comitê Consultivo de Educação:



ABRASCA 21-2223-3656 BM&FBovespa 11-3233-2384

ANBIMA (SP) 11-3471-4285 CVM (SP) 11-2146-2081

ANBIMA (RJ) 21–3814-3923 CVM (RJ) 21-3554-8210

ANCOR 11-3242-6322 IBRI 11-3106-1836

APIMEC – Nacional 21-2509-9596 INI 21-2508-6558

Mais informações:
Digital Assessoria Comunicação Integrada
digitalcomunicacao@gmail.com

terça-feira, 29 de junho de 2010

Resenha sobre o Livro "Comunicação no Mercado Financeiro"

Jornal da Comunicação Corporativa
29/06/2010

http://www.megabrasil.com.br/colunistas2.asp?codcol=31

A Comunicação no Mercado Financeiro

29/06/2010

Nilton Pavin

Recentemente o Brasil foi eleito o país em desenvolvimento com a melhor Governança Corporativa, ou seja, um dos lugares mais seguros para o investidor (principalmente a pessoa física) realizar seus negócios. Foram mais de 71% dos votos dos investidores que participaram do encontro anual da Aliança Internacional de Governança Corporativa (ICGN), no Canadá.

A comunicação tem um papel fundamental neste processo, porque para atrair capital, é primordial que as empresas sejam transparentes e prestem informações cada vez mais amplas e qualitativas, pois somente a capacidade empresarial e a performance não são mais suficientes.

Preocupados com este momento que vive o mercado de capitais no Brasil e no mundo, Geraldo Soares, Jennifer Almeida e Rodney Vergili acabam de lançar o livro “Comunicação no Mercado Financeiro – um guia para relações com investidores.” O livro é interessante porque mostra que os investidores estão cada vez mais seletivos e em busca de informações. E, ainda segundo os autores, a comunicação financeira está cada vez mais valorizada. Aqueles que investem em comunicação – e inovam – ganham o espaço das empresas burocráticas, lentas e fechadas.

Como ressaltamos todas as semanas em nossa coluna, a comunicação é estrategicamente importante para as empresas que possuem capital aberto. O que é comprovado pela análise dos autores, quando ressaltam que “uma comunicação criativa, que surpreenda os investidores e analistas de maneira positiva, é fundamental para a valorização empresarial. A comunicação é, portanto um ativo relevante na construção da imagem de uma companhia aberta. Deve ser transparente, acessível, equitativa e democrática, bem como capaz de informar e perceber as necessidades dos investidores”.

O livro está dividido em nove capítulos que resumem o mercado de capitais, a comunicação corporativa e o profissional de relações com os investidores, as principais atividades do profissional de RI, o mercado internacional e o segmento de públicos estratégicos. A obra também reserva um capítulo para as diversas e “novas” ferramentas de comunicação baseadas nas redes sociais. Vale a pena conferir.

sábado, 19 de junho de 2010

Digital: Divulgada a lista dos indicados ao IRMagazine Awards Brazil 2010

A Digital Assessoria divulga a lista dos indicados ao IR Magazine Awards Brazil 2010.


A premiação, que é promovida pela IR magazine em conjunto com a Revista RI e o IBRI - Instituto Brasileiro de Relações com Investidores, e com a parceria da PR Newswire, celebra a excelência nas comunicações com os acionistas e das práticas de relações com investidores no Brasil.



Os indicados, que se destacaram entre os melhores profissionais de RI e as melhores empresas em diferentes categorias, surgiram de uma pesquisa independente conduzida pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas - FGV, a partir de consulta a uma amostra de 400 analistas e investidores institucionais e de 5.000 investidores individuais.



Os vencedores de cada categoria só serão conhecidos durante a cerimônia de premiação, que será realizada no próximo dia 14 de julho de 2010, no Buffet Tôrres - Itaim, em São Paulo.



Abaixo, a lista dos indicados em cada uma das 16 categorias da premiação, apresentados em ordem alfabética:





IR magazine Awards Brazil 2010



1) Grand Prix do melhor programa de relações com investidores (empresas "large cap")

• Bradesco

• Itaú Unibanco

• Localiza

• Lojas Renner

• Vale



2) Grand Prix do melhor programa de relações com investidores (empresas "small & mid cap")

• Banco ABC Brasil

• Iochpe-Maxion

• Marcopolo

• OdontoPrev

• Positivo Informática





3) Melhor executivo de Relações com Investidores (empresas "large cap")

• Edina Biava (BRF - Brasil Foods)

• Tarcísio Beuren (Gerdau)

• Silvio Guerra (Localiza)

• Ricardo Florence (Marfrig)

• José Rogério Luiz (TOTVS)



4) Melhor executivo de Relações com Investidores (empresas "small & mid cap")

• Alexandre Sinzato (Banco ABC Brasil)

• Rafael Grisolia (Cremer)

• José Roberto Borges Pacheco (OdontoPrev)

• Max Fischer (Profarma)

• Hogo Zierth (Tegma)



5) Melhor desempenho em Relações com Investidores por um CEO ou CFO

• Wilson Ferreira Junior (CPFL Energia)

• Roberto Setubal (Itaú Unibanco)

• André Covre (Ultrapar Participações)

• Roger Agnelli (Vale)

• Fabio Barbosa(Vale)



6) Melhor website de Relações com Investidores (empresas "large cap")

• ALL - America Latina Logística

• Bradesco

• Itaú Unibanco

• Petrobras

• Vale



7) Melhor website de Relações com Investidores (empresas "small & mid cap")

• Even

• EZ TEC

• Lupatech

• Positivo Informática

• São Martinho



8) Melhor Governança Corporativa

• BRF - Brasil Foods

• Lojas Renner

• Natura

• Ultrapar Participações

• Vale



9) Melhor relatório anual

• Bradesco

• BRF - Brasil Foods

• Itaú Unibanco

• Petrobras

• Vale



10) Melhor encontro com a comunidade de analistas (empresas "large cap")

• Bradesco

• Cemig

• Grupo Pão de Açúcar

• Itaú Unibanco

• Vale



11) Melhor encontro com a comunidade de analistas (empresas "small & mid cap")

• EZ TEC

• General Shopping Brasil

• Minerva

• Positivo Informática

• Profarma



12) Melhor "conference call"

• CCR - Companhia de Concessões Rodoviárias

• Itaú Unibanco

• OGX

• Petrobras

• Vale



13) Maior evolução em Relações com Investidores (empresas "large cap")

• Cosan

• Diagnósticos da América - DASA

• Gol Linhas Aéreas Inteligentes

• OGX

• Rossi Residencial



14) Maior evolução em Relações com Investidores (empresas "small & mid cap")

• Contax

• Drogasil

• Lupatech

15) Melhor sustentabilidade socioambiental

• Bradesco

• Cemig

• Fibria Celulose

• Natura

• Suzano Papel e Celulose



16) Melhor relações com investidores para investidores individuais

• Bradesco

• Eternit

• Itaú Unibanco

• Petrobras

• Vale



IR Magazine Awards Brazil 2010



PATROCINADORES:



- ABRASCA

- BA - BrandAnalytics

- Brasil Econômico

- Chorus Call

- Citigroup

- Computershare

- IBRI

- JP Morgan

- NYSE Euronext

- OTC QX International

- PR Newswire

- Revista RI

- The Bank of New York Mellon

- The Media Group

- Vale

Mais informações: digitalcomunicacao@gmail.com

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Digital divulga lançamento do Livro "Comunicação no Mercado Financeiro"

Profissionais do Mercado de Capitais prestigiam lançamento do livro “Comunicação no Mercado Financeiro: Um Guia para Relações com Investidores”. Rodney Vergili, diretor da Digital Assessoria, é coautor do Livro.


O lançamento do livro “Comunicação no Mercado Financeiro: Um Guia para Relações com Investidores” aconteceu, no dia 13 de maio de 2010, na Livraria Saraiva MegaStore do Shopping Vila Olímpia, em São Paulo (SP) e contou com a participação de diversos profissionais do mercado de capitais. Lucy Sousa, presidente da Apimec Nacional (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais); Reginaldo Alexandre, presidente da Apimec São Paulo; Iran Siqueira Lima, presidente da FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras); Haroldo Levy Neto, coordenador do CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado) pela Apimec Nacional (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais); Antonio Sérgio de Almeida e Ivan de Souza, vice-presidentes executivos do IBEF SP (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças); Marco Antonio Muzilli, coordenador da Câmara de Governança Corporativa do IBRACON (Instituto dos Auditores Independente do Brasil); Helio Garcia, sub-coordenador do IBRI no CODIM; Ligia Montagnani, sub-coordenadora da Apimec no CODIM; João Carlos Castilho Garcia, vice-presidente da ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade); Waldemar Camargo, superintendente da Apimec SP (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais); Théo Rodrigues, diretor-geral do INI (Instituto Nacional de Investidores); Robert Dannenberg e Raymundo Magliano Neto da diretoria da ExpoMoney, empresários, Relações Públicas, publicitários e jornalistas prestigiaram o evento.

Os autores Geraldo Soares, vice-presidente do Conselho de Administração e ex-presidente executivo do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e Jennifer Almeida e Rodney Vergili, assessores de Comunicação do IBRI, também receberam os cumprimentos de Regina Longo Sanchez, coordenadora da Comissão de Divulgação do IBRI; Julia Reid, conselheira do IBRI; Salim Ali, superintendente-geral do IBRI; Luiz Roberto Cardoso, assessor da Diretoria Executiva do IBRI; Edina Biava, coordenadora da Comissão Técnica do Instituto; Lélio Lauretti, membro do Comitê Superior de Orientação, Nominação e Ética; Sérgio Sayeg, membro da Comissão Internacional do Instituto; Natasha Nakagawa, membro da Comissão de Desenvolvimento Profissional do IBRI; Wilson Amarante, membro da Comissão de Sustentabilidade do Instituto, dentre outros profissionais. O livro é uma publicação da Editora Saraiva e Instituto Chiavenato de Educação.

“O livro Comunicação no Mercado Financeiro destacou-se para os interessados nesta área, por abordar as melhores práticas de comunicação voltadas aos investidores, num processo de coletar informações internamente e publicá-las de forma eficaz. Ao mesmo tempo em que este processo de comunicação é voltado para os responsáveis por investimentos, torna-se indispensável o bom manejo do mesmo, visionando a boa relação entre investidores e organização. O livro é sucesso de crítica e indispensável para profissionais da área de RI, investimentos e mercado financeiro. O fato comprovou-se no sucesso de seu lançamento, com a presença de centenas de pessoas para prestigiar os autores e ao mesmo tempo, trocar ideias sobre as práticas abordadas no Livro”, destaca Lucas Chiavenato, coordenador de projetos do Instituto Chiavenato.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Digital participa como Assessoria da WEBTraffic no evento ProXXIma 2010

A Digital participou como Assessoria de Imprensa da WEBTraffic no evento ProXXIma, que ocorreu no WTC, em São Paulo, nos dias 27 e 28 de abril de 2010. A WEBTraffic é referência em Agência Online especializada em Planejamento de Mídia Digital, Links Patrocinados, SEO, SEM, Hotsites, promoção online, Criação e Desenvolvimento para web. A cobertura completa do ProXXIma 2010 foi realizada por meio do Twitter http://twitter.com/WEBTraffic_SP.

Seguem fotos do estande da WEBTraffic no evento ProXXIma 2010.

Estiveram presentes pela Digital: Leila Anderson, Gerente de Marketing e Eventos; Arthur Pires, Jornalista e Rodney Vergili, Diretor da Digital.
 
Fotos: Leila Anderson
 
 
 
 


quinta-feira, 15 de abril de 2010

Digital é contratada para divulgação da Feira Negócios nos Trilhos 2010

A Digital Assesoria Comunicação Integrada renovou o contrato para a divulgação da Feira Negócios nos Trilhos.

A 13ª edição da Feira Negócios nos Trilhos acontecerá no período de 09 a 11 de novembro de 2010, no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

O evento está consolidado como o maior encontro metroferroviário da América Latina. A edição de 2009 contou com a presença de mais de 7.000 profissionais da indústria metroferroviária, das empresas operadoras, clientes, empresas de logística, representantes do governo, lideranças de entidades setoriais, embarcadores e interessados no setor.

A Feira acontecerá em uma área de 12 mil metros quadrados reuniu -no ano passado- 150 expositoras de diversos países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, Suíça, além de empresas brasileiras.

Paralelamente à mostra, acontece o Seminário Negócios nos Trilhos, um encontro onde os dirigentes das empresas operadoras de carga e de passageiros anunciam seus planos de negócios. Participam do seminário: diretores, gerentes, engenheiros e administradores das operadoras e da indústria ferroviária, terminais de carga, transitários de carga, operadores de transportes multimodais e consultores que atuam na área de transporte.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Livro: "Comunicação no Mercado Financeiro - Um Guia para Relações com Investidores"


As empresas listadas na BM&FBOVESPA utilizam as melhores práticas de comunicação corporativa? Como levar a informação certa para o público certo, na hora certa?
Quais são as ferramentas de comunicação mais utilizadas pelos
departamentos de Relações com Investidores das empresas?
Sustentabilidade e Governança Corporativa agregam valor para as
companhias? Essas e outras questões que são pontos estratégicos no
relacionamento das empresas com seus investidores são discutidos,
analisados e exemplificados no livro: "Comunicação no Mercado
Financeiro: Um Guia para Relações com Investidores", que será lançado
no dia 13 de maio de 2010, quinta-feira, 19:30 às 22 horas, na Saraiva MegaStore do Shopping Vila
Olímpia (Rua Olimpíadas, 326, 3º Piso, Vila Olímpia, São Paulo). O
livro é uma publicação da Editora Saraiva e Instituto Chiavenato de
Educação.
Os autores Geraldo Soares, atual vice-presidente do Conselho de
Administração e ex-presidente executivo do IBRI (Instituto Brasileiro
de Relações com Investidores) e Jennifer Almeida e Rodney Vergili da Digital Assessoria Comunicação Integrada, utilizando-se de suas experiências
nas áreas de RI e comunicação, procuraram facilitar o entendimento de
como a comunicação diferenciada pode ser efetivada e ajudar na
valorização da companhia, dentro dos princípios da governança
corporativa, transparência, equidade, prestação de contas e
sustentabilidade.

O livro "Comunicação no Mercado Financeiro: Um Guia para Relações com
Investidores" expõe de forma didática os principais conceitos a serem
utilizados por profissionais de Relações com Investidores e de
Comunicação Empresarial.

A publicação procura demonstrar ao longo dos nove capítulos o passo a
passo de todas as atividades desenvolvidas pelos profissionais de
Relações com Investidores, que buscam utilizar cada vez mais técnicas
inovadoras e ferramentas para acompanhar a evolução e as exigências
do mercado de capitais.

Autores:
Geraldo Soares é vice-presidente do Conselho de Administração do
IBRI, onde foi presidente executivo de 2006 a 2009. Soares é também
superintendente de Relações com Investidores do Itaú Unibanco,
pós-graduado em Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP) e
em Mercados de Capitais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Jennifer
Almeida é formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela
Universidade Presbiteriana Mackenzie e possui cursos na área
financeira promovidos pela Fundação Getúlio Vargas e pela Associação
dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais
(Apimec SP). Rodney Vergili é formado em Jornalismo e Economia pela
Universidade de São Paulo (USP), diretor da Digital Assessoria
Comunicação Integrada e possui experiência de mais de 30 anos como
repórter e editor da área financeira nos mais importantes veículos de
comunicação do Brasil e exterior.

Serviço: Lançamento do livro "Comunicação no Mercado Financeiro: Um Guia para Relações com Investidores"
Autores: Geraldo Soares, Jennifer Almeida e Rodney Vergili
Publicação da Editora Saraiva e Instituto Chiavenato
Data: 13 de maio de 2010 - quinta-feira
Horário: 19:30 às 22 horas
Local: Saraiva MegaStore do Shopping Vila Olímpia (Rua Olimpíadas, 326, 3º Piso, Vila Olímpia, São Paulo).

http://chiavenato.com/publicacoes/comunicacao-no-mercado-financeiro-um-guia-para-relacoes-com-investidores-958.html
Mais informações:
digitalcomunicacao@gmail.com

quinta-feira, 18 de março de 2010

FIPECAFI e IBRACON firmam convênio para cursos de eLearning para área de auditoria


A Digital Assessoria realizou a cobertura e divulgação da assinatura de convênio entre a FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e o IBRACON (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, no dia 18/03/2010, para o lançamento de cursos de eLearning (educação pela internet) para a área de auditoria. O convênio foi assinado pelo presidente da FIPECAFI, Iran Siqueira Lima e pela presidente do IBRACON, Ana María Elorrieta. A iniciativa atende à necessidade de rápido treinamento dos profissionais envolvidos na convergência da legislação brasileira às normas internacionais de auditoria.

O primeiro curso está com inscrições abertas e trata de temas como: introdução às normas de auditoria, estrutura conceitual, controle de qualidade, objetivos gerais do auditor independente, controle de qualidade de uma auditoria, planejamento de auditoria, materialidade no planejamento e execução e documentação de auditoria. Destina-se preferencialmente ao público de auditores.

A escolha da modalidade à distância para o curso busca facilitar o acesso dos profissionais da área tanto em questões relacionadas à dispersão geográfica quanto nas eventuais restrições de tempo, já que não implicam deslocamento dos alunos e podem ser realizados no período do dia em que o participante tem disponibilidade. Dessa forma, alinha-se aos objetivos do Programa de Educação Continuada do CFC (Conselho Federal de Contabilidade), além de atender à demanda de educação continuada por parte de profissionais de pequenas e médias empresas de auditoria de todo o país.

Para o Professor Dr. Iran Siqueira Lima, presidente da FIPECAFI, a convergência internacional das normas contábeis e de auditoria estão demandando educação continuada dos auditores, que são os responsáveis pela fiscalização das informações contábeis divulgadas e que são utilizadas para a tomada de decisões de empresários e investidores. “Os auditores precisam estar constantemente atualizados, pois as normas são complexas”, declara. Há também a preocupação de facilitar o acesso ao treinamento das normas contábeis e de auditoria para pequenas e médias empresas de todo o Brasil por meio da internet.

Ana María Elorrieta, presidente do IBRACON, afirma que a Educação à distância é uma ferramenta de aproximação com auditores em todo território nacional com a mais alta qualidade, não dependendo de instrutores responsáveis por palestras específicas. Destacou que possibilita que o mesmo curso seja ministrado em todo o País, disponibilizando o mesmo conteúdo, mantendo sempre a qualidade. “Isso vai agregar muito ao conteúdo que será oferecido”, afirmou.

Ana María Elorrieta lembrou que a educação à distância possibilita que o profissional que esteja em qualquer parte do País tenha condição de se atualizar naquilo que precisa para desempenhar a profissão. Para a presidente do IBRACON, o convênio é “fundamental para que o Instituto atenda aos anseios dos profissionais de auditoria com ações que primem pela excelência, relevância e credibilidade”. O curso pela internet permitirá a interação e a formação continuada dos auditores brasileiros, declara a presidente do IBRACON.

O Professor Edgard Cornachione, coordenador dos cursos de eLearning da FIPECAFI, PhD pela Faculdade de Educação da Universidade de Illinois (Estados Unidos) na área de desenvolvimento de Recursos Humanos com foco em aprendizagem online, diz que a implementação das normas contábeis internacionais tem tido um ritmo diferenciado entre os países. “O processo se inicia por quem prepara (contador) e fiscaliza (auditor). Ao longo do tempo atinge quem é usuário da informação contábil como analistas e investidores, além de outros profissionais que passam a ter conhecimento da convergência internacional das normas contábeis e de auditoria”, frisa. O curso disponibilizado no convênio FIPECAFI e IBRACON é pioneiro e procura também compatibilizar as atividades profissionais à necessidade de atualização profissional.

Serviço:

A assinatura do Convênio ocorreu às 9 horas, do dia 18/03/2010, na sede do IBRACON, Rua Maestro Cardim, 1.170 - 9 andar - Bela Vista, São Paulo – SP, próximo à Avenida Paulista e às estações Paraíso e Vergueiro do Metrô

Telefone para informações: (11) 2184-2026
E-mail: elearning@fipecafi.org

Sobre a FIPECAFI:

A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) foi fundada em 1974 por professores do Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA/USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo) e atua desde então como órgão de apoio institucional ao Departamento. Dentre seus principais objetivos estão: a missão de desenvolver e promover a divulgação de conhecimentos da área contábil, financeira e atuarial, organizar cursos, seminários, simpósios e conferências, prestar serviços de assessoria e consultoria e realizar pesquisas, atendendo entidades dos setores público e privado.

A FIPECAFI oferece 12 programas de pós-graduação. Entre os MBAs, na área de Controladoria, Finanças e Auditoria, estão: Controller em parceria com a ANEFAC (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), Controles Internos – Compliance, Auditoria Interna para Instituições Financeiras, Gestão Financeira e Risco, Gestão Atuarial e Financeira e Advisor em Finanças Pessoais.

A Fundação oferece ainda os MBAs: Relações com Investidores em parceria com o IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores), Gestão Tributária, Supply Chain e Logística Integrada, Governança Corporativa em parceria com o IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) e Mercado de Capitais em parceria com a APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais).

Para profissionais em início de carreira ou que estejam buscando uma nova área de especialização oferece o CEFIN (Curso de Especialização em Contabilidade, Controladoria e Finanças). Com duração de um ano, o curso oferece formação teórica e prática em 360 horas-aula que incluem disciplinas presenciais e eLearning.

Além dos cursos de pós-graduação, a Fundação disponibiliza cursos com foco específico, seminários e certificações por meio do Programa de Educação Executiva, cursos eLearning e de extensão e cursos presenciais, online e blended in company.

Mais informações: http://www.fipecafi.org

Sobre o Ibracon:

O IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil atua há 38 anos garantindo um ambiente favorável ao desenvolvimento da profissão, além de trabalhar na capacitação profissional, com a realização de cursos presenciais de curta duração, e na elaboração de orientações técnicas, cujas normas são referendadas por órgãos reguladores como a CVM, o BACEN e a SUSEP.

Este trabalho de representação, perante esses órgãos e a sociedade, garante hoje ao Instituto o reconhecimento no mercado de auditoria e de contabilidade.

Dentro de suas principais estratégias, uma das prioridades é o projeto de atualização de conhecimento para profissionais, bem como a tradução e publicação do livro de normas internacionais de contabilidade do IASB – International Accounting Standard Board.

Assessoria de Comunicação FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras)
www.fipecafi.com.br
Rodney Vergili | Jonathas Ruiz
digitalcomunicacao@gmail.com