sábado, 14 de maio de 2016

18º Encontro Nacional de RI: profissionais compartilham experiências sobre gestão de crise e risco

 
A 18ª edição do Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais acontece, nos dias 28 e 29 de junho de 2016, na FECOMERCIO, em São Paulo, e contará com a participação de experientes profissionais da área. O evento é promovido pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e pela ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas). 
“O ambiente político e econômico é diferente dos anos anteriores. Focamos em trazer palestrantes que possam trazer novas ideias, trocar experiências e contribuir no debate sobre a conjuntura tão difícil como a atual”, explica Helmut Bossert, coordenador técnico do evento. 
Bossert observa que na escolha dos temas da grade do evento procurou-se abordar assuntos que falem das questões relacionadas à gestão de risco e como as empresas de capital aberto devem se comportar em situações de crise, “seja a macroeconômica que estamos vivendo hoje ou a que acontece dentro das empresas”. 
Segundo ele, existem determinados tipos de crises que devem ser comunicadas a investidores e acionistas e o papel do profissional de Relações com Investidores neste contexto é fundamental. “Teremos palestrante dos Estados Unidos, Tim Koller, sócio da consultoria McKinsey & Company, que fará exposição sobre o tema e também abordará aspectos gerais sobre Relações com Investidores; Deltan Dallagnol, Procurador da República no Ministério Público Federal e Coordenador da Força-Tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, fará a palestra de encerramento; teremos um painel, onde experientes profissionais darão seus recados para companhias de capital fechado que esperam a melhoria do mercado de capitais”, observa Bossert. 
Helmut Bossert acredita que o público terá um volume de informações muito grande e sugere que todos participem ativamente de todos os painéis, inclusive para fazer perguntas e trocar conhecimento. 
Paralelamente aos painéis da programação oficial, haverá exposição de serviços composta de estandes, onde as empresas e instituições apresentarão seus produtos e serviços para um público customizado, tornando-se também um oportuno ponto de encontro de todo o mercado. O Encontro Nacional é patrocinado pelas empresas: BM&FBOVESPA, Bloomberg, BNY Mellon, Bradesco, Chorus Call, Deloitte, Diligent, Itaú Unibanco, MZ Boardvantage,  RIWeb, RR Donnelley, Sabesp, Souza Cescon, SulAmérica, TheMediaGroup, Valor Econômico e Wittel. 
Mais informações, acesse: www.encontroderi.com.br

Acompanhe a seguir a programação do evento:
(*) palestrantes a confirmar
Dia 28 de junho de 2016 – terça-feira
14:00 – 14:30 - Abertura
· Pablo Renteria, Diretor da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)
· Antonio Castro, Presidente da ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas)
· Edmar Lopes, Presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)
14:30 – 15:30 - Painel 1 : A Gestão de Crise e de Risco com a interação de profissionais do Comitê de Auditoria e Mercado em geral com os profissionais de Relações com Investidores.
Moderador: Edmar Lopes, Presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

 
Debatedores:
· Pablo Renteria, Diretor da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)
· Walter Schalka, Diretor-Presidente da Suzano Papel e Celulose
· Laércio Cosentino, Diretor-Presidente da TOTVS
15:30 – 16:00 - Q&A
16:00 – 16:30 - Coffee Break
16:30 – 17:00 - Apresentação da Pesquisa Deloitte/IBRI 
Gestão de riscos e a Interação com os Profissionais de RI
Palestrante: Bruce Mescher, Sócio da Deloitte
17:00 – 17:40 - Painel 2 – O Mercado de Capitais no Atual Ambiente
Moderador: Antonio Castro, Presidente da ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas)
Palestrante:
· William Landers, Diretor da BlackRock (*)
· Representante do BNY Mellon
17:40 – 18:00 - Q&A
18:00 – 18:40 - Palestra – Visão estratégica do profissional de Relações com Investidores em relação ao valor da empresa, atuação proativa do RI na interlocução com o mercado com visão de longo prazo.
Moderador: André Luiz Gonçalves, Vice-Presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e Gerente-Geral de Relações com Investidores da Fibria
Palestrante:
· Tim Koller, Corporate Finance Expert Partner da McKinsey & Company 
18:40 – 19:00 - Q&A
19:00 - Encerramento dos trabalhos do dia


Dia 29 de junho de 2016 – quarta-feira
09:00 – 10:00 - PAINEL 3 - Empresas de capital fechado – necessidades de capital e expectativas.
Moderador: Joaquim de Oliveira, Sócio das áreas de Fusões e Aquisições, Bancário e Financiamentos, Private Equity e Mercado de Capitais do escritório Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados
Debatedores:
· Sidney Chameh, Diretor da DGF Investimentos
· Thomas Brull, membro do Conselho de Administração da Aegea Saneamento e Participações S.A. 
· Thiago Pimenta, Headhunter da FLOW Executive Finders
10:00 – 10:30 - Q&A
10:30 – 11:00 - Coffee Break
11:00 – 12:00 - PAINEL 4: Comunicação Estratégica e o papel do profissional de RI
Moderador: Diego Barreto, Membro do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e Diretor Financeiro da Suzano de Papel e Celulose
Debatedores
· Caio Túlio Costa, Jornalista e ex-ombudsman
· Ivan de Souza Monteiro, Diretor da Área Financeira e de Relacionamento com Investidores da Petrobras
12:00 – 12:30 - Q&A
12:30 – 13:45 - Almoço
13:45 – 14:30 - Painel 5: Desdobramentos Institucionais e o Impacto na Atividade de RI
Moderador: Ricardo Garcia, Vice-Presidente do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e Gerente de Relações com Investidores da Helbor
Debatedores:
· Joaquim Falcão, Jurista
· Carlos Primo Braga, Professor Associado da Fundação Dom Cabral e Professor Visitante da IMD Business School



14:30 – 14:45 - Q&A

14:45 – 15:30 - Palestra de representante do fundo Norges
Gavin Grant, Head of Active Ownership do Norges Bank Investment Management
Hugo Sanders, Head of Corporate Access do Norges Bank Investment Management


15:30 – 15:45 - Q&A
15:45 – 16:30 - Palestra de encerramento: Tempos de crises, corrupção e ética nos negócios
Moderador: Júlio Bueno, Sócio com atuação na área de Projetos de Infraestrutura, Direito da Construção e Contratos de Engenharia da Pinheiro Neto Advogados
Palestrante:
· Deltan Dallagnol, Procurador da República no Ministério Público Federal e Coordenador da Força-Tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba
16:30 – 17:00 - Q&A
17:00 – 17:30 - Sessão de Encerramento
· Antonio Castro, Presidente da ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas)
· Rodrigo Luz, Presidente da Diretoria Executiva do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

 
Assessoria de Comunicação do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)
www.ibri.com.br
Digital Assessoria-Comunicação Integrada
Rodney Vergili / Jennifer Almeida / Natália Martins
Fones: (11) 5081-6064 / (11) 9 9123-5962
skype: rodneyvergili


terça-feira, 26 de abril de 2016

18º Encontro Nacional de Relações com Investidores debaterá gestão de crise e riscos

Estão abertas as inscrições para o maior evento da área de Relações com Investidores e Mercado de Capitais da América Latina. O 18º Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais, evento promovido anualmente pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e pela ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas), acontece, nos dias 28 e 29 de junho de 2016, na FECOMERCIO, em São Paulo (SP).

Durante os dois dias do evento, os participantes poderão se atualizar, bem como trocar experiências sobre: “A Gestão de Crise e de Risco com a interação de profissionais do Comitê de Auditoria e Mercado em geral com os profissionais de Relações com Investidores”; “Gestão de riscos e a Interação com os Profissionais de RI com apresentação dos resultados da pesquisa IBRI-Deloitte”; “O Mercado de Capitais no Atual Ambiente”; a palestra “Visão estratégica do profissional de Relações com Investidores em relação ao valor da empresa, atuação proativa do RI na interlocução com o mercado com visão de longo prazo”; “Empresas de capital fechado – necessidades de capital e expectativas”; “Comunicação Estratégica e o papel do profissional de RI”; “Desdobramentos Institucionais e o Impacto na Atividade de RI” e a palestra de encerramento “Tempos de crises, corrupção e ética nos negócios”.

Paralelamente aos painéis da programação oficial, haverá estandes, onde as empresas e instituições expõem seus produtos e serviços para um público customizado, tornando-se também um oportuno ponto de encontro de todo o mercado.

O Encontro Nacional já conta com os patrocínios das empresas: BM&FBOVESPA, Bloomberg, BNY Mellon, Bradesco, Chorus Call, Deloitte, Diligent, Itaú Unibanco, MZ BoardVantage, RIWeb, RR Donnelley, Sabesp, Souza Cescon, SulAmérica, TheMediaGroup, Valor Econômico e Wittel.

Mais informações, acesse: www.encontroderi.com.br
  



Acompanhe a seguir a programação do evento:
(*) palestrantes a confirmar
Dia 28 de junho de 2016 – terça-feira
14:00 – 14:30 - Abertura
Pablo Renteria, Diretor da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)
Antonio Castro, Presidente da ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas)
Edmar Lopes, Presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)
14:30 – 15:30 - Painel 1 : A Gestão de Crise e de Risco com a interação de profissionais do Comitê de Auditoria e Mercado em geral com os profissionais de Relações com Investidores.
Moderador: Edmar Lopes, Presidente do Conselho de Administração do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

Debatedores:
Pablo Renteria, Diretor da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)
Walter Schalka, Diretor-Presidente da Suzano Papel e Celulose
Laércio Cosentino, Diretor-Presidente da TOTVS
15:30 – 16:00 - Q&A
16:00 – 16:30 - Coffee Break
16:30 – 17:00 - Apresentação da Pesquisa Deloitte/IBRI
Gestão de riscos e a Interação com os Profissionais de RI
Palestrante: Bruce Mescher, Sócio da Deloitte
17:00 – 17:40 - Painel 2 – O Mercado de Capitais no Atual Ambiente
Moderador: Antonio Castro, Presidente da ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas)
Palestrante:
William Landers, Diretor da BlackRock (*)
Representante do BNY Mellon
17:40 – 18:00 - Q&A
18:00 – 18:40 - Palestra – Visão estratégica do profissional de Relações com Investidores em relação ao valor da empresa, atuação proativa do RI na interlocução com o mercado com visão de longo prazo.
Moderador: André Luiz Gonçalves, Gerente Geral de Relações com Investidores da Fibria
Palestrante:
Tim Koller, Corporate Finance Expert Partner da McKinsey & Company
18:40 – 19:00 - Q&A
19:00 - Encerramento dos trabalhos do dia

Dia 29 de junho de 2016 – quarta-feira
09:00 – 10:00 - PAINEL 3 - Empresas de capital fechado – necessidades de capital e expectativas.
Moderador: Joaquim de Oliveira, Sócio das áreas de Fusões e Aquisições, Bancário e Financiamentos, Private Equity e Mercado de Capitais do escritório Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados
Debatedores:
Sidney Chameh, Diretor da DGF Investimentos
Thomas Brull, membro do Conselho de Administração da Aegea Saneamento e Participações S.A.
Thiago Pimenta, Headhunter da FLOW Executive Finders
10:00 – 10:30 - Q&A
10:30 – 11:00 - Coffee Break
11:00 – 12:00 - PAINEL 4: Comunicação Estratégica e o papel do profissional de RI
Moderador: Diego Barreto, Diretor Financeiro da Suzano de Papel e Celulose
Debatedores
Caio Túlio Costa, Jornalista e ex-ombudsman
Ivan de Souza Monteiro, Diretor da Área Financeira e de Relacionamento com Investidores da Petrobras
12:00 – 12:30 - Q&A
12:30 – 13:45 - Almoço
13:45 – 14:30 - Painel 5: Desdobramentos Institucionais e o Impacto na Atividade de RI
Moderador: Ricardo Garcia, Gerente de Relações com Investidores da Helbor
Debatedores:
Joaquim Falcão, Jurista
Carlos A. Primo Braga, Professor Associado da Fundação Dom Cabral e Professor Visitante da IMD Business School

14:30 – 14:45 - Q&A
14:45 – 15:30 - Palestra de representante do fundo Norges
15:30 – 15:45 - Q&A
15:45 – 16:30 - Palestra de encerramento: Tempos de crises, corrupção e ética nos negócios
Moderador: Júlio Bueno, Sócio com atuação na área de Projetos de Infraestrutura, Direito da Construção e Contratos de Engenharia da Pinheiro Neto Advogados
Palestrante:
Deltan Dallagnol, Procurador da República no Ministério Público Federal e Coordenador da Força-Tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba
16:30 – 17:00 - Q&A
17:00 – 17:30 - Sessão de Encerramento
Antonio D. C. Castro, Presidente da ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas)

Rodrigo Lopes da Luz, Presidente da Diretoria Executiva do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

terça-feira, 5 de abril de 2016

Prorrogadas inscrições para 10º Prêmio Imprensa de Educação ao Investidor

Interessados poderão enviar trabalhos até 30/04/2016

O Comitê Consultivo de Educação da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) anuncia que as inscrições para o 10º Prêmio Imprensa de Educação ao Investidor foram prorrogadas, podendo ser realizadas até 30/04/2016.
A iniciativa reconhecerá autores de reportagens que orientem os investidores, de maneira didática, sobre o mercado de capitais.
Os trabalhos inscritos devem ser redigidos em português, publicados ou veiculados no Brasil ao longo do ano de 2015 (até 31/12/2015), e de autoria de um profissional, admitida a coautoria, desde que limitada a três pessoas (autor e até dois coautores).
Os participantes poderão concorrer em mais de uma categoria, com até três textos em cada. São elas:
 Jornal – Cobertura Nacional: matérias publicadas em jornais de cobertura ou distribuição nacional;
 Jornal – Cobertura Local/Regional: trabalhos publicados em jornais de circulação local ou regional, que não tenham cobertura ou distribuição em todo território nacional;
 Revista: trabalhos publicados em revistas, de tiragem nacional, regional ou local; e
 Mídia Digital: matérias jornalísticas, veiculadas por meios eletrônicos em portais de empresas jornalísticas com domínio brasileiro.
A mesma reportagem não poderá ser inscrita em mais de uma categoria. Também não são elegíveis os textos divulgados em blogs, artigos, colunas, guias, ensaios ou coberturas sequenciadas de eventos.
Os autores dos trabalhos classificados em primeiro lugar receberão um prêmio de R$3.500,00, além de certificado e placa alusiva. Em caso de coautoria, o valor será dividido entre o número de autores, limitado a três pessoas.
As inscrições devem ser feitas até às 20 horas do dia 30/04/2016 no site do Comitê Consultivo de Educação da CVM, onde também está disponível o regulamento e mais informações sobre a iniciativa.
O Comitê Consultivo de Educação é formado por membros da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), da Associação Brasileira das Companhias Abertas (ABRASCA), da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP), da Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (ANCORD), da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (APIMEC), da BM&FBOVESPA, da Cetip S.A. – Mercados Organizados, do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) e do Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (IBRI).


quarta-feira, 16 de março de 2016

Conheça diretrizes que ajudam na hora de formatar balanços e relatórios financeiros 


Orientações do Codim mostram como criar soluções de comunicação objetivas e transparentes para atender os públicos estratégicos da companhia.

Que tal conhecer alternativas mais adequadas para a divulgação de informações sobre balanços e relatórios financeiros? Este é o trabalho que oferece o Codim (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado). Sua missão é elaborar pareceres de orientação para alinhar as melhores práticas de comunicação, estabelecendo princípios básicos e a utilização de recursos tecnológicos compatíveis com as necessidades dos agentes do mercado de capitais. Em outras palavras, a instituição poderia ser chamada de uma “ABNT” na área de relações com investidores.

Para exemplificar como funciona a atuação do Codim, no dia 9 de março, foi feita a exposição de um Pronunciamento (um novo parecer) com sugestões de regras para melhorar a divulgação de notas explicativas nos documentos. Isso porque observou-se que, muitas empresas, utilizavam um volume grande de informações de forma repetitiva, com uma linguagem muito técnica que mesclavam dados relevantes com não relevantes e aspectos contraditórios, além de copiar, em alguns momentos, textos das próprias normas.

Segundo Rodney Vergili, da assessoria de comunicação e imprensa do Codim, as notas precisam ser objetivas e claras. “Já vimos notas de 250 páginas. Isso não é uma nota. Por isso, a finalidade da instituição é direcionar para as melhores práticas na divulgação destes dados”, explica.

Já Helmut Bossert, coordenador da entidade, destaca a importância da criação dos Pronunciamentos como forma de tornar a comunicação compreensível para o mercado. “Os públicos estratégicos de uma empresa precisam entender os princípios básicos da organização”, diz.   Também lembra que é importante ficar atento as legislações emanadas em órgãos reguladores para isso.

Por outro lado, Haroldo Levy, relator do Pronunciamento, traz a questão da mudança cultural como premissa para a alteração das práticas adotadas hoje nas instituições. “É preciso focar o usuário dos dados. Há usuários que entendem as informações de mercado e outros que tem interesse em compreender. Portanto, o material precisa estar adequado para ambos, ou seja, o leigo e o expert”.

Levy ainda traz a importância da revisão periódica no documento. “É preciso criar um cronograma de atualização dentro da empresa para que as informações não fiquem obsoletas. Outro ponto relevante é o fato dos dados não poderem ser omitidos no trabalho. A transparência é fundamental. Neutralidade também. Isso quer dizer que a divulgação não pode pender nem para um lado otimista, nem para um lado pessimista, e sim dizer, a verdade”.

Marco Antonio Muzilli, também relator do Pronunciamento, alega que toda empresa deve fundar um Comitê de Divulgação multidisciplinar para transmissão dos dados financeiros. “Esse grupo deve ser coordenado pela área de relações com investidores. Entretanto, a presença de um profissional de comunicação se faz necessária para que não haja ruído na divulgação das informações ao público. O comitê é responsável por tratar o documento de forma mais adequada”.

“As notas explicativas não podem ser lacônicas e prolixas, é preciso fazer um trabalho conjunto com o usuário da informação, escutando-o para melhorar a divulgação. Por isso, sugerimos que a empresa convide o público que consome os dados para apresentação do balanço”, fala Muzilli. “As empresas ainda precisam ficar atentas ao prazo para elaboração das notas. O ideal é que as façam no decorrer do ano, não no fechamento do relatório. A criação de um índice geral para estruturação do material também ajuda muito na leitura”, recomenda.

Para concluir, Muzilli, destaca pontos chaves do Pronunciamento: “Ao elaborar o material, tenha convicção que ele ajudará o mercado com assuntos relevantes, de forma que os públicos estratégicos da companhia consigam captar o significado; foque na direção da transparência; e, principalmente, tenha conhecimento de seus públicos e dos interesses da empresa para que ambos possam ser casados”.

Para conferir o Pronunciamento sobre Notas Explicativas,
 clique aqui (.http://www.codim.org.br/downloads/PO_CODIM_n_19_Melhores_Praticas_Divulgacao_Notas_Explicativas_20160309.pdf)
Já para conhecer o Codim e outros pareceres,
 clique aqui http://www.codim.org.br/.


Fonte: Alexandra Ebert, Coordenadora de conteúdo na ABRACOM (Associação Brasileira das Agências de Comunicação)


sexta-feira, 11 de março de 2016

CODIM divulga Pronunciamento sobre Notas Explicativas de Demonstrações Contábeis


O CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado) divulgou, em 09 de março de 2016, o Pronunciamento de Orientação do CODIM n° 19, que trata das Melhores Práticas de Divulgação de Informações em Notas Explicativas.

Haroldo Levy, coordenador do CODIM pela APIMEC e relator do Pronunciamento, Marco Antonio Muzilli, do IBRACON, também relator do Pronunciamento, e Helmut Bossert, coordenador do CODIM pelo IBRI, participaram de Coletiva de Imprensa sobre o assunto, no dia 9 de março de 2016, na sede da APIMEC – SP.

As Notas Explicativas são obrigatórias nas demonstrações contábeis e devem apresentar informações financeiras relevantes e de forma clara. O objetivo do Pronunciamento é fornecer orientação quanto ao aprimoramento da qualidade das informações divulgadas pelas companhias abertas.

A ideia é que se trate efetivamente de Notas e não de textos extensos. Ao mesmo tempo, o objetivo é que se tornem efetivamente Explicativas, sintéticas e objetivas utilizando linguagem simples e clara para os usuários, e que ainda continuem a atender aos requerimentos previstos nas normas contábeis aplicáveis.

A coordenação do CODIM é dividida entre o IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e a APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), além da participação das entidades: ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas), ABRAPP (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar); ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade); AMEC (Associação de Investidores no Mercado de Capitais), ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias); BM&FBOVESPA, CFC (Conselho Federal de Contabilidade), IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) e IBRACON (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil), tendo ainda como membro observador a CVM (Comissão de Valores Mobiliários).
Segue o link com o Pronunciamento de Orientação sobre Notas Explicativas de demonstrações contábeis:




Segue o link com o Pronunciamento de Orientação sobre Notas Explicativas de demonstrações contábeis:


sábado, 5 de março de 2016


COLETIVA DE IMPRENSA DO CODIM
(Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado)

09/03/2016 – quarta-feira – 11 horas – APIMEC SP

CODIM divulga Pronunciamento sobre Notas Explicativas de demonstrações contábeis


O CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado) tem o prazer de convidá-lo (a) para a Coletiva de Imprensa, que será realizada, no dia 09 de março de 2016, quarta-feira, às 11 horas, na sede da APIMEC – SP (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), na Rua Líbero Badaró, 300 - 2º andar -  Centro -  São Paulo - SP.

Na ocasião, ocorrerá a divulgação do Pronunciamento de Orientação do CODIM n° 19 sobre Melhores Práticas de Divulgação de Informações em Notas Explicativas.

O objetivo do Pronunciamento é fornecer orientação quanto ao aprimoramento da qualidade das informações divulgadas pelas companhias abertas.

Haroldo Levy, coordenador do CODIM pela APIMEC e relator do Pronunciamento,   
Marco Antonio Muzilli, do IBRACON, também relator do Pronunciamento, e Helmut Bossert, coordenador do CODIM pelo IBRI, participarão da Coletiva de Imprensa.

A coordenação do CODIM é dividida entre o IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e a APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), além da participação das entidades: ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas), ABRAPP (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar); ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade); AMEC (Associação de Investidores no Mercado de Capitais), ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias); BM&FBOVESPA, CFC (Conselho Federal de Contabilidade), IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) e IBRACON (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil), tendo ainda como membro observador a CVM (Comissão de Valores Mobiliários).




Serviço: CODIM divulga Pronunciamento de Orientação n° 19 sobre Notas Explicativas

Data: 09/03/2016 (quarta-feira)
Horário: 11 horas
Local: APIMEC SP (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais)
Rua Líbero Badaró, 300 - 2º andar – Centro -  São Paulo – SP

Para credenciamento de Imprensa, favor enviar e-mail para : rodney@digitalassessoria.com.br





segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

IBRI, RIWeb e EY promovem webinar sobre “Formulário de Referência e Gerenciamento de Riscos”
O IBRI, a RIWeb e a EY realizam, no dia 02 de fevereiro de 2016, às 11 horas, o “Webinar Formulário de Referência e Gerenciamento de Riscos – Quais os desafios para os profissionais de RI?”. Dentre os temas a serem debatidos estão: “A importância do gerenciamento de riscos e seu disclosure para o mercado”, “Conceitos que envolvem gerenciamento de riscos, controles internos e preparação das demonstrações financeiras”, além de debater o “Entendimento das alterações promovidas pela ICVM 552”. O evento conta com palestras de Diego Barreto, membro do Conselho de Administração do IBRI; de Luciano Cunha, sócio da área de Mercado de Capitais da EY, e de Fernando Vidal Lobo, sócio da EY e moderação de Rodrigo Azevedo, CEO do Grupo Comunique-se/RIWeb.
Mais informações: